Pular para o conteúdo

Banco Santander para por 24h em Rio Branco

SEEB-AC paralisa o Banco Santander por 24h AssessoriaEm repúdio à demissão de quase 20% do quadro funcional em Rio Branco, funcionários do Banco Santander decidiram parar as suas atividades por 24h nesta quarta-feira, 11. Atualmente, apenas 18 funcionários são responsáveis por atender diariamente centenas de clientes e usuários na Capital.

O Sindicato dos Bancários do Acre protocolou no Ministério Público do Trabalho (MPT) e Delegacia Regional do Trabalho, denúncias contra o banco, na qual aparece o descumprimento da Lei das filas e da jornada de trabalho dos funcionários.

“Não concordamos com esta política de redução dos postos de trabalho. Ela, além de trazer transtornos ao bancário, prejudica a qualidade de atendimento ao público e ainda adoece os trabalhadores bancários”, diz o presidente do Sindicato dos Bancários, Edmar Batistela.

O Santander lidera, pelo 2º ano consecutivo, o ranking de reclamações de clientes no Banco Central. As demissões acontecem em todo o país. De acordo com dados do Dieese, houve corte de 4.542 empregos no banco espanhol nos últimos 12 meses, o que representa 8,2% de redução no quadro funcional e que, consequentemente, só vem a ampliar o atendimento precário nas unidades espalhadas por todo o território nacional.

Os dirigentes sindicais questionaram o executivo do Santander porque o corte de empregos ocorre justamente no Brasil, que participa com 24% do lucro mundial, o maior resultado entre todos os países onde o banco atua.