Pular para o conteúdo

Polícia Militar do Mato Grosso prende médico que já foi acusado de estupros no Acre e na BA

O médico Humberto Nilo de Araújo Filho, 35 anos, foi preso por policiais militares, na cidade de Nossa Senhora do Livramento/MT (47 km ao Sul de Cuiabá), após os PMs descobrirem que ele está com a prisão preventiva. Ele é acusado de estupro e sua prisão foi decretada pela Justiça do Acre.

A prisão ocorreu no sábado (7), após uma troca de informações entre policiais de Jangada e Livramento, pois o médico trabalha nos 2 municípios, no SUS.

Os policiais descobriram que ele tem a prisão preventiva pelo Acre, mas responde inquérito pelo mesmo crime na Bahia, onde também atuou, em Feira de Santana.

A prisão do médico ocorreu após uma suspeita de que teria aliciado uma adolescente em Jangada. Ao procurá-lo, os PMs descobriram que ele  estava em Livramento e, na checagem, descobriram que já estava sendo procurado pela Justiça.

O médico está na Penitenciária Central do Estado, no bairro Paschoal Ramos, em Cuiabá.

Segundo os policiais, ele responde a inquérito na Bahia. Em novembro do ano passado, ele foi acusado de ter estuprado uma jovem de 19 anos.

O médico chegou a ser detido quando deixava sua casa, no bairro Brasília, e se seguia para uma unidade de saúde na cidade de Água Fria. Na época, a vítima esteve no plantão e registrou queixa de estupro, alegando, que foi dopada.

O delegado do caso, Madson Sampaio, titular da 2ª Delegacia de Feira de Santana, explicou que o suspeito morava com uma adolescente de 17 anos.

Segundo a denunciante, que afirma ser amiga do casal e que costumava sair com eles, o suspeito a dopou, antes de cometer a agressão.

No dia do crime, ela foi convidada para ir a um restaurante e passou mal. A vítima diz que o médico teria colocado alguma remédio na bebida dela.

A vítima foi submetida a exames de corpo de delito e um deles comprovou que mantiveram relações sexuais.

Além disso, segundo o delegado, ela fez o reconhecimento formal do médico.

Em 2009, Humberto foi preso sob suspeita de ter violentado uma adolescente de 15 anos, em um hospital na cidade de Senador Guiomard, no Acre.

Na época, a jovem contou que procurou a unidade e disse que suspeitava estar com apendicite. E lá o médico teria abusado dela. Ele nega as acusações. (ADÍLSON ROSA, MidiaNews)