Política local 26/01/2014

 “O tempo foge e sem volta”.
(Virgílio, poeta romano)

Perdeu pela passividade
O senador Aníbal Diniz (PT) não pode culpar ninguém por não viabilizar dentro da FPA e do PT, a sua candidatura à reeleição. Tivesse ele colado sua imagem nas solenidades do governo, feito política nos municípios, usado mais a mídia para mostrar seu trabalho no Senado, que é positivo, estaria bem nas pesquisas e não haveria nenhum argumento para vetar o seu nome.

Tudo ao inverso
Já a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB) fez tudo politicamente inverso e se credenciou. Hoje é quase impossível que ela não venha ser o nome da FPA ao Senado.

Reviravolta
A aliança de partidos que apóia Márcio Bittar ao governo está em vias de perder um aliado.

Popularidade ressaltada
Na conversas paralelas, o ministro de Turismo, Gastão Vieira (PMDB), não cansou de elogiar a “popularidade” do governador Tião Viana e prefeito Marcus Alexandre, nos atos que participou.

Nome ideal
Não pode por ser filiada ao PV. Mas, se fosse de um partido da FPA, a preferida da classe política para ser a vice de Tião Viana seria sem dúvida a chefe de gabinete, Márcia Regina.

Segredo inviolável
Aliás, falando em vice, esse é um segredo até aqui inviolável guardado pelo Tião Viana.

Exemplo do Collor
Na sua última entrevista na TV, Márcio Bittar, fez firula para a platéia: criticou a nomeação de ex-políticos para cargos públicos. Faria o mesmo no governo, ninguém governa sem políticos.

Como escapar?
Com um monte de raposa política fungando no seu cangote na sua coligação é bem capaz de se um dia se eleger não acomodar todo mundo! Márcio pensa enganar quem, com o purismo?

Revendo posição
O ex-vereador Alisson Bestene (PP) não estaria mais disposto a servir de escada na coligação do PSDB a deputado federal e pode acabar tentando uma vaga na Assembléia Legislativa.

Chance diminuta
Numa chapa com Flaviano Melo (PMDB), Márcia Bittar (PSDB), Vagner Sales (PMDB) ou a filha Jésica Sales (PMDB), a sua chance de se eleger seria mínima, no máximo daria legenda ao trio.

Sabe das coisas
O ex-deputado José Bestene, seu orientador político, não vai deixar o sobrinho Alisson Bestene entrar nessa fria, somente para fazer legenda a candidatos com um maior potencial de votos.

Entra derrotado
Quem entrar numa chapa desta é porque quer perder, uma chapa muito forte, sem vagas.

Fato descartado
O senador Sérgio Petecão (PMN) negou ,enfaticamente, a possibilidade de vir indicar o vice de Tião Bocalom (DEM). “Como indicar um vice dele se eu serei candidato ao governo?”.

Chapa ideal
Petecão diz que vive seu melhor momento político e não pode desperdiçar não disputando o governo.

Deu tudo errado
Não era esse o quadro que esperava Márcio Bittar (PSDB), mas este: Aécio Neves liderando para presidente, Tião Viana mal popularmente e ele como candidato único. Deu tudo errado.

Trabalho dobrado
Estava ontem numa roda de petistas. E todos duvidando que Perpétua Almeida se elegerá senadora. Pelo visto, se escolhida, terá de convencer muitos petistas que ela pode ganhar.

Não existe outro
Como candidata ao Senado a sua primeira grande tarefa será unificar o PT em torno do seu nome. Esse fincar de pé do senador Aníbal Diniz (PT) tem deixado muito ranço no partido.

PSDC quer suplência
O PSDC espera começar o jogo para por na mesa da FPA para a escolha dos suplentes de senador, o nome do pastor Rond-son (PSDC), como alguém de trânsito entre os evangélicos.

Sumiu do mapa
Tem político que ao mudar de partido some do cenário. É o caso do Padeiro, no Bujari, que era uma liderança quando prefeito no PMDB e hoje no PSB virou um zero à esquerda, nem se fala.

Em torno de dez
Não menos de dez deputados deverão se reeleger. Os candidatos novatos não contem com uma limpa de mandatos na Aleac. Quem é deputado já leva vantagem sobre quem está fora.

Roni, o cara!
Quem andou dando os ares na recente visita do governador Tião Viana a Cruzeiro do Sul foi o ex-deputado federal Ronivon Santiago (PP), que anda prometendo ser candidato de novo.

Conversa amistosa
O prefeito de Cruzeiro do Sul, Vagner Sales, e o governador Tião Viana se encontraram no aeroporto e conversaram muito sobre piscicultura. E sobre o projeto do governo no município.

Convite feito
Tião Viana ficou de convidar Vagner Sales para conhecer a estação de piscicultura de Cruzeiro do Sul.

Disputa de egos
Cessem a disputa de egos. Resolvam logo de vez a questão do Telexfree.

Jorge Viana
Falaram em briga política. Em apartamento de relações. Nem uma coisa e nem outra. O senador Jorge Viana é companhia constante nos atos de governo do irmão Tião Viana, na Capital e pelos municípios. E que vai ser uma das peças principais da  campanha da chapa majoritária da FPA , não há a menor dúvida. Jorge é importante por ser um craque em ganhar eleição da oposição. Vem há anos a fio vencendo uma disputa atrás da outra da oposição.

Assuntos desta notícia

Join the Conversation