Pular para o conteúdo

Mais de 11,2 mil de empreendedores individuais no Acre se cadastram na Previdência Social

 O número de empreendedores individuais cresce a cada dia, prova disso, foi o levantamento que apontou a saída de quase 1 milhão de e empreendedores individuais da informalidade em 2013 no Brasil. No Acre, foi registrado o cadastro de 11.286 junto à Previdência Social.

 Os trabalhadores cadastrados passam  a ter CNPJ, o que facilita a abertura de conta bancária, empréstimos bancários com juros mais acessíveis e a emissão de notas fiscais. Além disso, esses empreendedores e suas famílias ficam protegidos pelos benefícios da Previdência Social: aposentadoria por idade, (mulher aos 60 anos e homem aos 65 anos, após 15 anos de contribuição), aposentadoria por invalidez, auxílio-doença, salário-maternidade, pensão por morte e auxílio reclusão.

 Hoje entre os estados com maior número de cadastros estão  São Paulo (901.527), Rio de Janeiro (437.629), Minas Gerais (386.051) e Bahia (245.952). Inscrição- Para se inscrever como empreendedor individual é simples, basta acessar o Portal do Empreendedor (www.portaldoempreendedor.gov.br),  no ícone Formalize-se, preencher os dados e imprimir o carnê de contribuição para ser pago em  qualquer agência bancária ou casa lotérica. A inscrição é rápida, simples e segura.

Contribuição

 O trabalhador cadastrado paga mensalmente 5% do salário mínimo para Previdência Social mais R$ 5,00 de Imposto sobre Serviços (ISS)  ou R$ 1,00 de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e sobre Prestação de Serviços (ICMS), conforme a atividade desempenhada.

 O pagamento da contribuição de dezembro que vence no dia  20 de janeiro deve ser paga com base no mínimo vigente naquele mês, ou seja, R$ 33,90. Em fevereiro, quando deve ser paga a competência de janeiro,  a alíquota de contribuição para a Previdência Social será reajustada para R$ 36,20 conforme o valor do salário mínimo atual.

 O trabalhador cadastrado paga mensalmente 5% do salário mínimo para Previdência Social mais R$ 5,00 de Imposto sobre Serviços (ISS) ou R$ 1,00 de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e sobre Prestação de Serviços (ICMS), conforme a atividade desempenhada.