Pular para o conteúdo

Bolsa Família: Mais de 2,9 mil famílias em Rio Branco estão com o pagamento bloqueado

 De acordo com a diretora de Proteção Social Básica, Rejane Cristina de Oliveira, 2.980 famílias em Rio Branco, beneficiadas com o programa Bolsa Família, estão com o benefício bloqueado a partir desse mês. Para regularizar o pagamento, basta que as famílias atualizem os cadastros junto ao Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS).

 Atualmente, o programa contempla a 74.147 famílias, pagando cerca de R$ 208,29 mensalmente. Em Rio Branco, são 24.342 famílias. A regularização pode ser feita nos Centro de Atendimento de Programas Sociais (CAPS), no Centro de Rio Branco ou procurar um Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) mais próximo da residência.
“O benefício apenas será liberado após a atualização dos dados das famílias, desta vez, o prazo será de até 14 de fevereiro. Caso a família descumpra, o benefício será suspenso e depois cancelado”, confirma a diretora.

Para o responsável pela família (titular do cartão Bolsa Família)

Cadastro de Pessoa Física (CPF) ou Título de Eleitor. Já os responsáveis por famílias indígenas e quilombolas podem apresentar qualquer outro documento de identificação de validade nacional.

Para as demais pessoas da família

 Pelo menos um dos seguintes documentos: Certidão de Nascimento, Certidão de Casamento, Certidão Administrativa de Nascimento do Indígena (Rani), CPF, Carteira de Identidade; Carteira de Trabalho e Previdência Social ou Título de Eleitor.

Outros documentos

Além da documentação obrigatória, as famílias podem levar outros documentos que ajudem a melhorar a qualidade das informações do Cadastro, como comprovante de residência, conta de energia elétrica, comprovante de matrícula das crianças e adolescentes na escola e carteia de Trabalho e Previdência Social.