Pular para o conteúdo

“A luta agora é pela devolução do dinheiro; não aceitamos confisco”, diz Moisés Diniz

MOISES-DINIZZO vice-presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Moisés Diniz (PCdoB), disse que como político tem o dever de se posicionar em relação aos divulgadores da Telexfree. De acordo com ele, a luta em 2014 continua e deve ser intensificada. O objetivo é a liberação dos recursos que foram bloqueados após decisão da Justiça acreana.

“2014 começou. Vamos aumentar a pressão. Não interferimos em decisões judiciais, mas, temos o direito constitucional de exigir que a Justiça seja ágil. O Brasil pede que a Justiça do Acre devolva logo os recursos dos divulgadores da Telexfree, enquanto julga o mérito”, ressaltou.

Ainda sobre a Telexfree, o deputado comunista pontuou que a juíza Thaís Kalil, que cuida do caso, teve uma postura ética e equilibrada ao não se posicionar quanto ao patrocínio da Telexfree americana ao Botafogo, assinado na última quarta, 8, em Miami, EUA.

“A juíza Thaís Khalil agiu corretamente ao afirmar que não iria se posicionar sobre o patrocínio da Telexfree ao Botafogo. A juíza agiu corretamente, tendo em vista que magistrados só podem se manifestar nos autos”, diz o deputado acreano ao reforçar o pensamento de Khalil de que a Telexfree americana não faz parte do processo judicial que tramita no Acre. (Foto: Cedida)