Pular para o conteúdo

Situação de haitianos em Brasiléia é tema de filme selecionado no projeto árabe Viewfinder

HAITIANOSFilme feito no município de Brasiléia, no Acre, que retrata a imigração haitiana, foi selecionado no Projeto Viewfinder, da rede de televisão árabe AL Jazeera, e será exibido no Witness, programa documentário do canal da emissora em inglês, a partir de fevereiro.

Com o título ‘Ticket to Paradise’, o paulistano Rogério Soares mostrou a realidade dos imigrantes haitianos, que viajam do seu país para a República Dominicana, dali para o Panamá, Equador, Peru e então entram no Brasil pelo município de Brasiléia, no Norte do país. Essas pessoas ficam acolhidas em um espaço disponibilizado pelo Governo do Acre até obterem visto provisório ou trabalho.

Neste contexto, Soares conta a história de Damião, funcionário da Secretária de Justiça e Direitos Humanos do Acre (Sejudh), que está envolvido no trabalho de controle da chegada dos haitianos desde o início da imigração. Ele é também o responsável pela estrutura de acolhimento, por garantir que essas pessoas passem pela triagem de obtenção de visto, pela segurança e alimentação.

Além de Damião, o vídeo também relata a história de Ricardo, um haitiano que ficou 3 meses no local, ajudando o funcionário da Sejudh a conseguir trabalho para os demais imigrantes. O filme acaba quando ele consegue um emprego e vai embora para o Sul do Brasil.

Outro filme selecionado pelo projeto foi o ‘Occupying Brazil’, do chileno Daniel Rubio, que aborda a ocupação de prédios vazios da capital paulista por pessoas sem-teto. Atualmente, o diretor vive em São Paulo.

Os 2 projetos foram escolhidos entre 537 propostas enviadas para a edição do Viewfinder. Os selecionados recebem patrocínio para realizar os filmes sobre a América Latina e depois são veiculados no canal de TV.

O canal irá mostrar oito projetos, sendo 2 brasileiros, 2 argentinos, 1 cubano, um hondurenho, 1 da República Dominicana e Haiti, e 1 uruguaio. Os trabalhos começam a ser exibidos em inglês a partir de 24 de fevereiro, durante 8 semanas.

O filme gravado no Acre será o primeiro da programação. Segundo Soares, a maioria dos filmes retrata histórias pessoais de gente que não têm muito acesso às grandes mídias.

Todas as produções foram acompanhadas por profissionais do canal Al Jazeera e devem ser vistos em diferentes países.

O Viewfinder é promovido todos os anos. De acordo com informações do site da emissora, em breve estarão abertas as inscrições para a próxima edição do projeto. Acompanhe no site http://ajeviewfinder.com/ (Com informações ANBA/ Foto: Odair Leal/ A GAZETA)