Acusado é condenado a 29 anos de prisão pela morte de Olizangela

O Tribunal do Júri da Comarca de Rio Branco entendeu que Iranilson Nascimento dos Santos foi o autor da morte da estudante Olizangela da Silva Lopes, ocorrida no dia 24 de julho de 2011, no Ramal do Rodo, Estrada do Amapá. O acusado foi condenado a 29 anos de prisão, em regime inicial fechado. O julgamento começou na manhã de quinta-feira, 24, no Fórum Barão do Rio Branco, e durou pelo menos 12 horas.

Além do homicídio triplamente qualificado (motivo fútil, meio cruel e empregado recurso que dificultou a defesa da vítima), Iranilson também foi condenado pelos crimes de estupro e ocultação de cadáver. Como respondeu toda a ação penal segregado, o condenado, se recorrer da sentença, deverá esperar pela decisão do recurso preso.

O crime – Segundo os autos, a estudante Olizangela  da Silva Lopes foi assassinada no dia 24 de julho de 2011, quando saiu de casa com o namorado, ‘Jailson Bezerra da Silva’,  para o Parque de Exposições.

Segundo a denúncia, no caminho ao parque, o casal teria sido atacado pelo acusado, que teria desferido uma paulada na cabeça de Jailson e raptado Olizangela.

A jovem foi violentada sexualmente e assassinada, tendo o corpo sido encontrado depois de 9 dias do desaparecimento. O namorado da vítima foi preso no início das investigações, mas logo conseguiu comprovar sua inocência.

Durante as investigações, a polícia conseguiu  identificar e prender Iranilson Nascimento, apontado como principal suspeito do crime.


Assuntos desta notícia


Join the Conversation