Taxista é feito de refém por ladrões; carro capota em fuga pela avenida Amadeo Barbosa

taxi 2O assalto começou por volta das 18h de sexta-feira, 31, quando, segundo o taxista Estévão Alves dos Santos teria sido acionado para uma corrida com dois homens próximo ao Terminal Urbano.

Os supostos passageiros teriam dito que queriam uma corrida para o Conjunto Tucumã. Então o taxista seguiu, mas ao chegarem próximo ao bairro Primavera na Estrada Dias Martins, os acusados em posse de duas facas anunciaram o assalto.

O taxista viveu momentos de terror durante o assalto. Os acusados renderam o taxista e seguiram no sentido Vila Custódio Freire, onde chegando ao local, teriam entrado em um ramal aberto e colocado o taxista para fora. Eles fugiram levando o carro, voltando para Rio Branco.

Mas na avenida Amadeo Barbosa, os ladrões perderam o controle do táxi e capotaram o veículo, um Fiat Siena.

O carro ficou todo destruído após o capotamento.

Os dois homens fugiram do local deixando para trás o carro e as duas facas que eles usaram para render o taxista.

Minutos depois, a vítima chegou ao local do acidente. Segundo ele, o veículo era a sua única fonte de renda.

Outros taxistas estiveram no local, quando foram informados de que os acusados tinham dado entrada na UPA do Segundo Distrito. Mas quando chegaram ao local descobriram que os acusados não estavam lá, e nem tinham dado entrada no Pronto Socorro de Rio Branco.

A polícia foi acionada, mas apesar das tentativas dos policiais do 2° Batalhão para encontrar a dupla, não obtiveram êxito.


Assuntos desta notícia