Política Local 04/02/14

“Quando um homem assume uma função pública, deve considerar-se propriedade do público”.
(Thomas Jefferson)

Os calvários da Perpétua
Não tenho dúvida que a escolha do candidato único ao Senado da FPA está sacramentada: a deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB). Foi uma escolha à fórceps. Mas, as maiores turbulências estão por vir. Por exemplo, ela convencer o PT em embarcar coeso, e não meia-bomba, na campanha. Ser assimilada pelos evangélicos e pela classe média. São seus calvários.

Meninos, eu vi!
Falo com pragmatismo. Durante a campanha ao Senado do Edvaldo Magalhães (PCdoB) vi grupos importantes do PT fazendo corpo mole. E olhe que ele era muito bem articulado!

Está por começar
Por isso, a candidatura da Perpétua Almeida (PCdoB) ao Senado não encerra seu ciclo no dia que seu nome for anunciado, mas sim, a partir daí, buscando primeiro juntar os cacos no PT.

Buraco mais embaixo
Ganhar uma eleição para deputada federal é um contexto muito diferente da disputa do Senado, que exige acima de tudo uma congregação de forças internas, sem defecções.

PV no G-10
O PV reúne hoje pela manhã em sua sede representantes do partido dos municípios e da Capital para homologar a decisão do partido integrar o G-10 do Márcio Bittar (PSDB).

Vice é exigência
A dirigente do PV, Shirley Torres, confirmou ontem que se ratificada a candidatura de Márcio Bittar (PSDB) ao governo, o deputado federal Henrique Afonso (PV) reivindicará ser o vice.

Quem quiser que saia
A coluna tem informação que Márcia Bittar (PSDB) será mesmo candidata a deputada federal, em que pese reação de outros candidatos. Quem quiser sair da chapa saia, dizem seus aliados.
 
Vagas com donos
Assim as vagas da “chapa da morte” que fará dois deputados federais certos e um terceiro em hipótese otimista, dificilmente, não ficarão com Flaviano Melo, Márcia Bittar e Vagner Sales.

Escada política
Quem entrar nessa chapa de deputado federal do G-10 vai ser escada e só gastará dinheiro.

Recomendada do Lula
O governador Tião Viana me disse que considera a candidatura à Câmara Federal da ex-deputada federal Regina Lino (PT), competitiva. Regina veio com recomendação do Lula.

As coisas mudaram
O Juruá não tem mais aquele sectarismo político, que só votava em candidatos da região. O Juruá, que já teve sete deputados estaduais, tem três, alguns com votos inteirados na Capital.

Apenas uma
Só a deputada Antonia Sales (PMDB) conseguiu se eleger apenas com os votos do Juruá.

Quebrou o bairrismo
A abertura da estrada durante o ano todo para Cruzeiro do Sul e os investimentos do governo na região acabaram com o bairrismo, tanto é que Tião Viana venceu para o governo no Juruá.

Não tirem de tempo
Não deixem fora da lista de possíveis eleitos a deputado estadual, o ex-deputado federal Alércio Dias (PSD), que tem conseguido congregar velhos apoiadores e conquistado outros.

O Sibá dançou?
Leio que o secretário Nílson Mourão está armando esquemas para o secretário da Fazenda e candidato a deputado federal Mâncio Lima (PT). O Mourão sempre não foi o guru do Sibá?

Volta ao plenário
Os deputados estaduais voltam hoje ao trabalho. Espera-se que com debates em cima de temas novos e não ficar requentando pronunciamentos, para não virar uma mesmice.

Ficou isolado
Pelo que a coluna soube, nenhum deputado da base do governo foi até ao Tião Viana interceder para o deputado Élson San-tiago (PEN) ser o vice. Mente quem disser que foi.

Mostrou convicção
Uma coisa o senador Sérgio Petecão (PSD) está mostrando: convicção de que a oposição tem de ter mais de uma candidatura ao governo. Reagiu às rasteiras, pressões, e se manteve firme.

Campanha nos ônibus
Enquanto o comandante do G-10, deputado federal Márcio Bittar (PSDB) sempre que pode fustiga o Tião Bocalom (DEM) como “traidor”, este responde com campanha nos ônibus.

Manteve firme
Tião Bocalom (DEM) se mantém firme com a sua candidatura ao governo.

Curupira é gay, quem diria!
No vídeo mais idiota dos últimos tempos sobre o Acre, a autora faz uma descoberta que é a glória para o GLBts: na sua música diz que o Curupira não gosta de mulher. Sempre desconfiei!

Saída honrosa
O senador Aníbal Diniz (PT) vai conseguir uma saída honrosa da disputa pela indicação da candidatura ao Senado: defenderá seu nome no fórum da FPA como o candidato oficial do PT. Deve perder quando o assunto for colocado no debate com os demais partidos da FPA, há uma tendência majoritária em torno do nome da deputada federal Perpétua Almeida (PCdoB). Aníbal sabe que perderá, mas, marcará posição com seu ponto de vista.


Assuntos desta notícia

Join the Conversation