Política local 19/02/2014

“Onde há muita luz, há muitas sombras”.
(Goethe)

Rescaldo da derrota
O senador Petecão (PSD) encontra o senador Aníbal Diniz (PT) e a mulher Elisângela Pontes e foi provocando: “não gostei da sua renúncia, ia mandar meu pessoal descarregar em você”. Elisângela diz na bucha: “nem eu gostei”. Solino, assessor de Petecão, observou: “eu e muita gente não vamos votar nela (candidata do PCdoB)”. “Não falei, Aníbal”? emendou Elisângela.

Conversa com Campos
No próximo dia 27, o presidente do PRP, Julinho, o vereador Raimundo Vaz (PRP) e Carlos Beirute (PRP) participam de uma reunião, em Brasília, com o candidato Eduardo Campos (PSB).

Assuntos básicos
Vão tratar de dois assuntos básicos: a montagem de um palanque, no Acre para Eduardo Campos e aprofundar nos detalhes da candidatura de Carlos Beirute (PRP) para senador.

Falando para as nuvens
Não sei por que movimentos dos sem terra e sindicatos rurais procuram os deputados para pedir apoio na derrubada de Liminar de reintegração de posse,  isso só se resolve na Justiça.

Acabam virando Cristo
Os deputados criam expectativas, não conseguem resolver os problemas, e depois ainda acabam sendo xingados por esse pessoal. Será que os deputados não aprenderam ainda?

Anotem este nome
O apresentador da TV-GAZETA, Alan Rick, não está fora do jogo da disputa de uma vaga de deputado federal. É o que mostram os últimos números. Não pode é arrefecer no trabalho.

Caiu a ficha
Ainda não caiu a ficha em alguns segmentos da oposição que será muito difícil derrotar o governador Tião Viana. Em todos os números da própria oposição sempre aparece disparado.

Não é tolo
O deputado federal Márcio Bittar (PSDB) tem os seus defeitos, mas, entre eles, não está o de ser tolo. Bittar tem números nas mãos e sabe que entra na disputa do governo como zebra.

Daí a importância
Por isso não deve abrir mão da candidatura da mulher Márcia Bittar (PSDB) para deputada federal. Seria a sua garantia de ficar com um mandato na família, porque ela deve ganhar.

 Maquiagem malfeita
Costumo observar semblantes nas falas políticas. O do senador Aníbal Diniz (PT), no discurso de capitulação do Senado para a candidata do PCdoB, não conseguiu esconder sua decepção.

Picolé de limão sem açúcar
Por mais que Aníbal tenha se esforçado para passar que o episódio estava superado não conseguiu. Tentou vender um picolé de chocolate e vendeu um picolé de limão sem açúcar.

Puxa para baixo
Gladson Cameli (PP) tem três pontos a superar na campanha de senador. Conseguir o apoio de Sérgio Petecão, Tião Bocalom e tirar a candidatura de Roberto Duarte (PMN) ao Senado.

Tremenda bobagem
É uma bobagem o argumento que o Roberto Duarte (PMN) não tem votos. Para o Senado o voto é mais solto, se vota no nome, e ele entra colado nos votos do Petecão e Bocalom.

Constatação do Osmir Lima
Frase dita ontem à coluna pelo ex-deputado federal Osmir Lima (PSDC): “o sistema penal do Acre é um dos piores do Brasil, aqui, não se tem o mínimo respeito pelos Direitos Humanos”.

Pêsames ao Márcio
Vão os pêsames da coluna ao deputado federal Márcio Bittar (PSDB) pela passagem ontem da sua irmã. Que Deus conforte a sua família neste momento doloroso de muito pesar.

Relações abaladas
As relações entre o senador Aníbal Diniz (PT) e o presidente do PT, Ermício Sena, Carioca, Leo Brito e Oly não serão mais amistosas depois que eles se unirem e detonaram sua candidatura.

Melhor ano
Com grande número de obras a serem entregues e por tudo que já está fazendo, pode-se dizer que este é sem dúvida o melhor ano do governo Tião Viana. A fase econômica crítica passou.

Seguro morreu de velho
Dos prefeitos do interior, até agora, apenas Vagner Sales vai financiar o carnaval popular, em Cruzeiro do Sul, por ter aporte. Os demais, em crise econômica, preferiram não fazer dívidas.

Bom exemplo
Festa dá quem pode. Em Feijó, o ex-prefeito Dimdim (PSDB) ia  bem até que gastou perto de 1 milhão de reais com o “Festival do Açai”, depois disso, afundou em dívidas e perdeu a eleição.

Tudo de novo
Podem esperar que vão aparecer discursos de deputados federais, senadores, protestando e pedindo uma ponte sobre o Madeira. Isso é sazonal. É o Madeira baixar e esquecem a ponte.

Pesquisa no registro
Empresário das Comunicações vai pedir registro para publicação esta semana de uma pesquisa da conceituada empresa Delta, com novos números para o governo e para o Senado.

Quem vai sou eu
Ao tomar conhecimento ontem dos últimos números fechados sobre a corrida ao governo, o senador Sérgio Petecão (PSD), foi irônico: “vai acontecer tudo o que eu estou prevendo, só quem vai ter coragem de enfrentar o governador Tião Viana pela oposição sou eu, porque tenho mandato, estrutura de campanha, vontade, e coragem, o restante vai afinar”.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation