Pular para o conteúdo

‘Emergência’ necessária

Prudente e necessária a decisão do governador Tião Viana de decretar situação de emergência no Estado, após o aumento preocupante dos níveis dos rios Acre e Madeira.

Com a medida, o governador garante maior agilidade nos trâmites burocráticos para garantir o abastecimento do Acre, por outros meios de transporte, como o pluvial e o aéreo; e mantém a normalidade dos estoques e das entregas com as redes de distribuição do setor privado.

Ao atingir a marca de 18,57m, a cheia do Rio Madeira já é considerada um dos maiores desastres ambientais que a Amazônia já viveu.

Entretanto, apesar de todos os impactos diretos acarretados pela proximidade e pela dependência rodoviária do Estado vizinho, o Acre tem conseguido manter-se, na medida do possível, estável para enfrentar os problemas.

E é preciso reconhecer que muito disso se deve à agilidade e à capacidade administrativa das equipes do governo esta-dual em se antecipar às dificuldades, articular parcerias e conduzir as ações, de modo a prevenir maiores prejuízos.