Carnaval Solidário vai apoiar as famílias atingidas pelo transbordamento do Rio Acre

COL 1 - Marlúcia Cândida destacou durante coletiva a importância do ato de solidariedade Foto Sérgio Vale SecomFesta e alegria também combinam com solidariedade. E é nesse clima que os acreanos devem participar dos primeiros festejos do Carnaval de 2014, em Rio Branco. E ainda ajudar as famílias que foram atingidas pela cheia do Rio Acre, já que a renda do evento será revertida em ações sociais pelo Acre Solidário.  Este ano, o tradicional Baile à Fantasia, que era realizado na Sociedade Recreativa Tentamen, muda de local e de nome. As novidades foram anunciadas nesta quinta-feira, 13, durante entrevista coletiva.

A festa agora se chama Carnaval Solidário – Baile à Fantasia e vai ser realizada na Maison Borges. A mudança ocorreu porque o espaço da Tentamen se tornou pequeno para acomodar os participantes. No último baile, por exemplo, estiveram mais de 300 pessoas.

Este ano, a organização pretende reunir 600 foliões, mantendo as características iniciais do uso de máscaras, fantasias, brincadeiras e das músicas carnavalescas tradicionais. Três bandas vão ser responsáveis pela execução das marchinhas, além de ritmos como axé e samba.

“Resgata um formato de festa que, durante muito tempo, fez parte da história da nossa cidade. A ideia é que se agregue mais gente hoje com essa característica beneficente, que é importante”, comenta Karla Martins, diretora-presidente da Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour.

Outra novidade é que a renda será revertida para apoiar ações do Acre Solidário relacionadas aos desabrigados. “Não só os de Rio Branco, mas os que estão ao longo de Estado, nos rios, precisando da nossa ajuda, porque cada comunidade tem uma necessidade diferente da outra”, explica Marlúcia Cândida, coordenadora do Acre Solidário.

O Carnaval Solidário: Baile à Fantasia será realizado no dia 21/2, na Maison Borges, a partir das 21h. O evento é realizado pelo Governo do Estado, sob coordenação do Programa Acre Solidário e Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour, com o apoio da Prefeitura de Rio Branco. (Celis Fabrícia / Agência Acre)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation