Pular para o conteúdo

Delegacia revela imagens da tentativa de explosão a caixas eletrônicos e divulga foto de suspeito

procuradoAlexandre da Silva Pereira, 20 anos, é um dos acusados de participar da tentativa de explosão a dois caixas eletrônicos de um posto de combustível em Rio Branco, no sábado. A Delegacia Antiassalto da Polícia Civil divulgou no final da tarde de ontem, 24, imagens do circuito interno do posto de combustível Village, na Avenida Antônio da Rocha Viana. As cenas mostram o momento em que cinco homens armados e encapuzados tentaram explodir dois caixas eletrônicos com explosivos, na madrugada do último sábado, 22. Surpreendidos por viaturas da Polícia Militar, o grupo fugiu em uma caminhonete roubada, fazendo três mulheres de reféns. Uma perseguição foi iniciada, resultando em troca de tiros. Os suspeitos conseguiram fugir, mas sem levar nada.

O vídeo revela que às 22h do dia 21, um homem suspeito deixa a moto no posto e estuda o local. Depois de alguns momentos, ele pega carona em um carro branco.

Trata-se de Alexandre Pereira. Ele retorna ao local para buscar a moto por volta de 1h do sábado, 22. Ele aparece no vídeo novamente às 3h34 com mais quatro homens. Neste instante o assalto é anunciado.

Bandidos armados e protegidos por coletes à prova de balas rendem um grupo de amigos que, aparentemente, bebiam e se divertiam no local. Os reféns são obrigados a se deitarem no chão com as mãos para trás. Só que três rapazes conseguem escapar, e são eles os responsáveis por avisar à polícia sobre o assalto.

Os suspeitos preparam o carro de uma das vítimas para a fuga. No veículo, encontraram um aparelho radioamador, o que os levaram a acreditar que o jovem era policial. De acordo com o delegado Alcino Ferreira Jú-nior, da Delegacia Antiassalto da Polícia Civil, o dono do carro apanhou bastante do bando.

Ao perceberem a aproximação da polícia, eles foram obrigados a abandonarem a operação e fugiram. Escolheram três mulheres como reféns e seguiram para a estrada do bairro Apolônio Sales. Houve troca de tiros entre bandidos e a polícia.

Segundo Alcino, os assaltantes abandonaram as reféns, o carro, um colete balístico e algumas armas próximo ao antigo balneário Chalé Bar. No local, a polícia encontrou parte de um couro cabeludo, o que levou à conclusão de que um dos assaltantes foi ferido.

O delegado Alcino acredita que o suspeito ferido é o mesmo que estudou o posto de combustível antes do assalto ser realizado. “É possível que esta ação seja de acreanos com a ajuda de pessoas de fora. O modus oprendi é muito parecidos com o da explosão ao caixa eletrônico de um supermercado, há algumas semanas. Há indícios de que eles estejam em Rio Branco e estamos perto de capturá-los”, informa.