Pular para o conteúdo

Rocha indica título de Cidadão Acreano a Dilma Rousseff e gera polêmica na Aleac

rocha OkA sessão de ontem, na Aleac, parecia ser uma sessão tranquila, até o deputado Wherles Rocha (PSDB) apresentar uma Indicação Parlamentar solicitando que se conceda o título de cidadã acreana à presidenta da República, Dilma Rousseff (PT).

Os parlamentares do PT e da base governista repudiaram a atitude do deputado tucano e a classificaram como uma “ofensa” ao PT, pois segundo eles, o pedido foi feito em tom de deboche, com fins “politiqueiros”. Rocha rebateu as acusações e explicou que a honraria tem a intenção de trazer a presidenta ao Acre, pois em 3 anos de mandato ela nunca esteve no Estado.

“A presidenta já foi em todo canto. Perdoou dívidas de países africanos. A presidenta Dilma teve o voto dos brasileiros que aqui residem, mas nunca botou os pés no Acre”, disparou Rocha.

O deputado Ney Amorim (PT) rebateu o discurso de Rocha, afirmando que o parlamentar oposicionista era mentiroso e irresponsável. Disse, também, que Dilma Rousseff não precisa vir ao Acre para ajudar o Estado e que tudo que foi feito tem o aval do Governo Federal.

“A presidenta Dilma é merecedora de toda honraria, mas não merece brincadeira e gozação de deputado irresponsável. É irresponsável e quer brincar com coisa séria que é o título de cidadão acreano”, disse Ney Amorim. E acrescentou: “nos respeitem, deputado”.

Outro que criticou a atitude de Wherles Rocha foi o líder do Partido dos Trabalhadores, deputado Geraldo Pereira. O parlamentar pediu que os deputados do PT e da base governista não ratificasse esse ato de “teatrologia” encenado por Rocha. Pereira disse que o Governo do Acre prepara para entregar à presidenta a maior honraria concedida a um chefe de Estado, a Ordem da Estrela do Acre.

“Nós, do PT, repudiamos a atitude do deputado Rocha que quer atacar o PT. Nenhum militante pode deixar de se orgulhar do seu partido. Ninguém nunca fez tanto pelo Acre como o Partido dos Trabalhadores”.

Jamil Asfury (PEN), que não faz parte do PT, mas também comentou o episódio. Disse que mesmo Dilma não vindo, ao Acre, sua colaboração é vista por todos os acreanos. Citou exemplo que na eleição passada teve quase 5 mil votos, mas que para agradecer cada eleitor levaria 14 anos, mas que seu eleitorado se sente agraciado com seu mandato plural, sendo também o mesmo caso de Dilma quando entrega uma obra no Estado, beneficia a todos os acreanos, não precisando vir para apresentar sua dedicação ao Acre.