Pular para o conteúdo

Com 2 presos por vaga, Acre é o 5º estado brasileiro com a maior lotação em presídios

O Ministério da Justiça (MJ) divulgou um ranking no qual o Acre aparece como o quinto estado do país que mais tem presidiários para cada vaga existente em suas prisões. De forma mais clara, o levantamento do MJ aponta que no Acre a relação de lotação nos presídios é de 2,05 presos para cada vaga existente. Desta forma, na teoria, para comportar todo o contingente de pessoas que cumprem pena em regime fechado, o Estado precisaria pelo menos dobrar a sua capacidade de vagas nos presídios.   

O número é uma faca de dois gumes para o sistema prisional do Estado. De um lado, indica que o Acre tem um bom desempenho na resolução de crimes. Ou seja, os criminosos não ficam impunes aqui. Cometem delitos e acabam presos. Porém, do outro ‘lado da moeda’, o dado do MJ demonstra uma necessidade de se abrir mais vagas para estes presidiários acreanos.

Apesar de alto, o Acre não se destoa da média nacional em se tratando de lotação nos presídios. De fato, em todo o país para cada vaga em prisões há 1,69 presos a ocupando. A diferença para o Acre é de apenas 0,39 presos por vaga. 

À frente do Acre (5º colocado) no estudo ficaram os estados de Alagoas (que tem 2,88 presos por vaga), Pernambuco (2,67 presos por vaga), Amapá (2,63 presos por vaga) e o Amazonas (2,25 presos por vaga). Já atrás do Acre no estudo, a 6ª posição entre os estados com maior lotação proporcional nos presídios estão:  Sergipe (2,03 reeducandos por vaga); São Paulo (1,92); Mato Grosso (1,91); Maranhão (1,88) e o Distrito Federal (1,85).