Comunidade boliviana promove Conferência Livre sobre Migrações e Refúgio no Acre

comigrar1Debater temas relativos à realidade migratória na região e levantar propostas a serem apresentadas durante a etapa final da 1ª Conferência Nacional sobre Migração e Refúgio (Comigrar) do Departamento de Estrangeiros do Ministério da Justiça. Esses são os principais objetivos do grupo de refugiados bolivianos residentes nas cidades de Brasiléia e Epitaciolândia que irão promover, hoje, dia 19, a Conferência Livre sobre Migrações e Refúgio da Comunidade Boliviana no Acre, das 9h às 12h, em frente ao Fórum de Brasiléia.

Principal organizador do evento, o boliviano Roger Zabala mora no Brasil há 6 anos e, desde então, presta assistência aos compatriotas que cruzam a fronteira na região. “Recebemos refugiados e migrantes e nos deparamos com as mais diversas situações”, conta Roger, que criou uma rede de solidariedade entre amigos que prestam serviços como apoio logístico, jurídico e até emocional para aqueles que chegam.

Ele destaca que convite para participar da Conferência foi estendido a migrantes de outras nacionalidades, como haitianos, senegalenses, dominicanos e bengalis, que estarão presentes como observadores. “A ideia é incentivá-los a organizar conferência livres de suas próprias comunidades, apresentando como funciona uma etapa preparatória”, esclarece o boliviano. Segundo Roger, atualmente, apenas o abrigo para migrantes de Brasiléia já aloja cerca 2.200 pessoas.

O boliviano ministra aulas de Línguas em escolas públicas da região pelo Pronatec e também para grupos de migrantes. “O Brasil é um país maravilhoso, que nos recebeu muito bem. Aqui seguimos unidos e trabalhando”, destaca ele.

Comigrar – A etapa final da 1ª Conferência Nacional sobre Migração e Refúgio do Departamento de Estrangeiros do Ministério da Justiça ocorrerá entre os dias 30 de maio e 1º de junho, em São Paulo. Na ocasião, migrantes, acadêmicos, representantes de organismos públicos e da sociedade civil estarão presentes para discutir e votar as propostas finais do debate público sobre a realidade migratória no país. O resultado vai oferecer subsídios para a criação de uma política nacional voltada para o setor.  (Fonte: Comigrar/ Foto: Cedida)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation