Pular para o conteúdo

Voo da TAM atrasa 3h e reduz capacidade devido à escassez de combustível no Acre

 O isolamento do Acre devido à cheia do Rio Madeira aparentemente pode se estender ao transporte aéreo também. O voo JJ 3435 da TAM Linhas Aéreas, que vinha de Brasília para Rio Branco, teve um atraso de quase 3 horas. O avião deveria chegar à capital acreana às 11h32, no final da manhã. No entanto, ele só chegou a Rio Branco por volta das 14h da tarde.

 Em nota à imprensa enviada na manhã de ontem (12), a TAM informou que o voo atrasou porque teve de fazer uma escala em Porto Velho/RO para abastecer. Isso porque em Rio Branco o abastecimento não seria possível.  Já a redução de passageiros aconteceu porque para descer em Porto Velho o voo teve de atender a uma restrição de peso do aeroporto de lá. Assim, a aeronave da TAM só pode vir ao Acre com a capacidade máxima de 88 passageiros.

 A empresa aérea garantiu que os clientes que não puderam embarcar no voo vão receber assistência e serão isentos de pagar taxas de remarcação, reembolso ou diferença de tarifa em um período de até 15 dias.
Por sua vez, a Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) no Acre informou que a Petrobras ainda tem combustível no aeroporto de Rio Branco, e recebeu ontem mais um carregamento. Só que a TAM abastece com outra marca. Por isso, não consegue abastecer aqui.

Caso o problema persista, mais voos da TAM podem ser prejudicados. Segue abaixo a íntegra da nota enviada pela empresa aérea:

Nota à Imprensa

 A TAM Linhas Aéreas informa que o voo JJ 3534 (Brasília – Rio Branco), com decolagem prevista para as 11h32 de hoje (12), realizará uma escala para abastecimento em Porto Velho (RO). O motivo da alteração é a impossibilidade de abastecimento da aeronave em Rio Branco, visto que as chuvas que atingem a região bloquearam as vias que dão acesso ao aeroporto, impedindo a chegada do combustível ao local. A previsão de pouso na capital do Acre é às 13h53.
 
Além disso, por conta de uma restrição de peso para pousos no aeroporto de Porto Velho, a aeronave programada para operar esse voo terá sua capacidade reduzida para 88 passageiros. A TAM lamenta os transtornos e esclarece que os clientes que não embarcarem receberão toda a assistência necessária e serão isentos da cobrança de taxa de remarcação, reembolso e diferença de tarifa, no prazo de 15 dias.

TAM
Relações com a Imprensa