Política local 03/04/2014

“Quem sabe falar é capaz de fazer calar todos os canhões do mundo”.
(Kotzebue)

Cena patética
Se perguntarem se o deputado Wherles Rocha (PSDB) é um parlamentar atuante, digo que sim. Mas, vez por outra cai uma das suas telhas, como ontem, quando numa cena patética queria levar uma bicicleta elétrica para o plenário, como protesto contra a compra pelo governo. Um protesto infantil, grotesco, transformaria a Aleac num circo. Foi contido com justa razão.

Poder da palavra
Para protestar, denunciar, o deputado Rocha tem a tribuna, não precisa usar métodos não convencionais. E ademais, levar uma bicicleta para o plenário, lhe engrandeceria em que?                    

Impasse vermelho
O PCdoB bateu o martelo: ou se coliga com o PTB ou com o PSDC, com os dois, jamais, porque na avaliação dos seus dirigentes, os comunistas correriam o risco de não eleger um deputado.

Olhando seu lado
Não está errado. Com os deputados Chico Viga (PTB), Edvaldo Sousa (PSDC), Eber Machado, na chapa, o PCdoB correria o sério risco de ficar sem um representante na Assembléia.

Jogando duro
O PSDC reuniu ontem a sua direção e seus deputados, e decidiram: “se o PCdoB vetar a coligação com o PSDC, nós ficaremos livres para o Senado”, enfatizou o presidente Afonso.

Jogo duro
O deputado Chico Viga também endureceu o jogo: “se não conseguirem uma vaga para mim fora do chapão do PT, no PCdoB ou no PSB, estou livre e fora da campanha da FPA”.

Abacaxi no colo
O abacaxi caiu no colo do governador Tião Viana, que chamou o PSDC, PTB e PCdoB para uma conversa sobre uma aliança. Até o fechamento da coluna não se tinha o resultado da reunião.

Ficou mais forte
O deputado Jonas Lima (PT) já tinha uma campanha de reeleição estruturada, com o acordo fechado de apoio do deputado Lira Moraes (não será candidato), ficou mais forte ainda.

Nenhum dos nomes
Tive acesso ontem aos nomes dos principais candidatos à Aleac pela chapa do PSB. A maioria com potencial. Mas, arrisco: nenhum com mais votos que o deputado Manoel Moraes (PSB).

Fechado em copas
Vagner Sales (PMDB), está fechado em copas. Não fala se lançará a deputada estadual Antonia Sales (PMDB) a vice (seria um erro) de Márcio Bittar.

Opção familiar
E sendo ela a vice na chapa tucana, lhe restaria colocar o filho Fagner Sales para estadual, que com certeza seria eleito, mas longe de ter a votação da Antonia Sales.

Compromisso acertado
O prefeito de Tarauacá, Rodrigo Damasceno, trabalhará pela reeleição do deputado Ney Amorim (PT). Aliás, todo esquema dos Damascenos irá para a campanha para do petista.

Vontade é o chapão
Se dependesse da vontade dos deputados Edvaldo Sousa (PSDC) e Eber Machado (PSDC), ambos disputariam as suas reeleições no chapão do PT, no que foram vetados pelo partido.

Duas alternativas
O presidente do PSDC, José Afonso, diz que só trabalha com duas alternativas, uma coligação com o PCdoB ou se der errado sair de chapa própria. Ir para o chapão está fora de cogitação.

Leitura sensata
Não se trata de nenhum derrotismo da vice de Tião Bocalom (DEM), Shirley Torres (PV), de que será bem difícil ganhar do Tião Viana, mas uma observação lúcida do contexto e das pesquisas.

Única diferença
Todas as grandes lideranças da oposição com as quais conversei têm este mesmo sentimento de dificuldade, porque o governador Tião Viana faz política, só não se expressam em público.

Mirando a Aleac
O ex-deputado Luiz Calixto (PSD), com a nova roupagem das alianças políticas, disputará uma vaga de deputado estadual. Suplente do candidato ao Senado, Gladson Cameli, nem pensar.

Avaliação prematura
Fazer qualquer avaliação do potencial da candidatura do advogado Roberto Duarte (PMN) ao Senado é prematuro. Vai depender muito da posição de Tião Bocalom (DEM) nas pesquisas.

Imagem mais leve
Ele tem de deixar de comparecer aos programas de entrevistas de paletó, não está falando para juiz ou desembargador em audiência, mas para o povão, o que requer uma imagem leve.

Direito e direito
Em conversa ontem com candidatos a deputado federal pelo PP, ouvi a reflexão: “o Márcio Bittar tem o direito de lançar a mulher Márcia Bittar a federal e o PP de ter chapa própria”.

Não é sua praia
O deputado Lira Moraes está sendo coerente. Não vai disputar a reeleição porque acha que não se adaptou ao parlamento. Mas, se disputasse teria boa chance de vir a ser reeleito.

Excelente senador
O senador Aníbal Diniz (PT) perdeu a indicação na FPA para disputar a reeleição, mas ninguém vai lhe tirar o mérito de estar exercendo um belo mandato.

Ficou na encruzilhada
Petecão (PSD) revelou que, pensou em tirar a sua assinatura do pedido de “CPI da Petrobras”, mas avaliou, e chegou à conclusão: “se fizer isso me acabo, no Acre”.

Engenharia cuidadosa
O PSB e o PCdoB vão ter que dar as suas cotas de colaboração para abrigar partidos com deputado, mas sem legendas que possam lhes garantir a reeleição. É o caso do deputado Chico Viga (PTB), um parlamentar fiel em todas as votações do governo, que não pode agora ser jogado às feras. Teria assim que ser incluído, ou na chapa para a Aleac do PSB ou PCdoB.

Assuntos desta notícia


Join the Conversation