Semana Santa é o “coração da igreja”, afirma padre Mássimo Lombardi

Lombardi na Catedral ontem; momento de reflexão
Lombardi na Catedral ontem; momento de reflexão

BRENNA AMÂNCIO

Com o início da Semana Santa, uma vasta programação católica recorda desde a entrada de Jesus Cristo em Jerusalém até a Sua Morte e a Ressurreição. Celebrações, missas, encenações e corais devem fazer parte do tradicional evento organizado pela Catedral Nossa Senhora de Nazaré, em Rio Branco.

Para o padre Massimo Lombardi, esta é uma semana que representa o coração da igreja católica, pois é um período em que muito fieis despertam. No entanto, algumas pessoas acabam transformando o momento em um grande feriadão, aponta. “Percebemos que o mistério da Paixão, a Morte e a Ressurreição de Jesus Cristo são centrais na nossa vida. Porém, mesmo aqueles mais animados e ativos na igreja, aproveitam os dias de folga do trabalho para diversão. A tentação é muito grande. Nós devemos lembrar que este é um momento para retiro espiritual e não pode ser ignorado”, defende.

Massimo destaca uma programação sensível, humana e cristã, com acesso livre e gratuito a todos que desejarem participar. “Em todas as comunidades e paróquias de Rio Branco estarão acontecendo eventos como esses”.

Hoje, 15, ocorre a Celebração Penitencial, às 12h. Na quarta-feira, 16, acontece a Missa Crismal, a partir das 19h.

Na quinta-feira, 17, é celebrada a missa de Lava-Pés, às 19h. “Lavaremos os pés de doze dependentes químicos, como uma ação que representa a instituição da eucaristia, do sacerdócio e do ensinamento do amor fraterno”, explica o padre.

Na sexta-feira, 18, haverá a celebração de Paixão e Morte de Cristo, procissão de Cristo Morto em que a Igreja pretende reunir pelo menos 30 mil pessoas pelas ruas de Rio Branco. Logo após a tradicional encenação e a apresentação do coral, em frente ao Palácio Rio Branco.

No sábado de aleluia, 19, acontece a celebração da vigília pascal. Os fiéis devem levar velas. No domingo, 20, o alvorecer da ressurreição acontece nas primeiras horas da manhã na Concha Acústica, no Parque da Maternidade, seguidos de missas às 6h, 8h, 17h e 19h. (Foto: Odair Leal/ A GAZETA)

Assuntos desta notícia


Join the Conversation