Política local 03/05/2014

“As grades podem prender nossos corpos, mas não prendem nossos pensamentos”.
Presidiário do Francisco d’Oliveira Conde, filosofando em postagem no Facebook feita dentro de sua cela.

Bem que eles queriam todos estes votos
Conheço muitos políticos que fariam de tudo pelos votos destes 28 mil títulos eleitorais de Rio Branco que foram cancelados pela 9ª Zona Eleitoral. Tudo porque estas pessoas deixaram de fazer o recadastramento biométrico, um procedimento que ficou quase 1 ano para ser feito e, mesmo assim, na última hora virou uma correria para se regularizarem. Dava pra eleger dois deputados estaduais (ou pelo menos um meio) e, quem sabe, até um federal com tais votos.

O show deve continuar
Mas não adianta chorar sobre o leite derramado. Ainda há muitos outros votos a serem conquistados (com propostas) até outubro.

É louvável
O prefeito de Xapuri, Marcinho Miranda (PSDB), merece aplausos por esta medida de cortar seu próprio salário em 15%. Uma forma de enfrentar a crise nos municípios deixada pela cheia histórica do Rio Madeira, que atingiu o Acre e assolou RO nos últimos meses.

Se mais fizessem
Se a moda pegasse não só entre prefeitos, mas também entre chefes e secretários municipais e principalmente estaduais, que têm os seus salários lá em cima, certamente as prefeituras e o governo teriam mais recursos. Políticos e magistrados poderiam entrar na corrente também.

Mais prefeitas
Já que estamos falando de prefeituras, o Acre bem que podia ter uma campanha ‘Mais prefeitas’. Pesquisa do IBGE revelou o óbvio pra cá: não temos nenhuma mulher à frente de uma prefeitura acreana. Pegou mal para o Acre e para as acreanas.

Comentário infeliz
Pegou meio mal este comentário em rede social da vereadora Roselane Sports (PRP) de tentar bloquear um internauta porque ele ‘pede demais’.

O lado ruim
Redes sociais, no mundo da política, já virou quase uma obrigação. Só que elas são uma faca de dois gumes. Roselane descobriu o pior lado desta faca com este episódio.

Visão de jornalista
O jornalista Elson Martins aproveitou o feriadão da Semana Santa para percorrer os 650 km da BR-364 entre Rio Branco e Cruzeiro do Sul. Ele foi com um carro pequeno (um Fiat Siena 1.0) e constatou que a estrada é, sim, trafegável.

Imperfeita, mas é nossa
Tem lá suas imperfeições, mas, para um condutor responsável, que segue as leis de trânsito, a BR não oferece riscos e representa um avanço na integração das duas maiores cidades do Acre. Veja mais na página 6.

Carro vs Ladeiras
Mas saindo do assunto da estrada, só fiquei aqui me perguntando o quanto o carro do jornalista Elson Martins não sofreu quando ele chegou em Cruzeiro do Sul. Motores 1.0 para aquelas ladeironas de Cruzeiro sofrem.

Faz ela rir de novo
O senador Sérgio Petecão lançou um apelo para a presidenta Dilma Rousseff para que ela ajude nas medidas emergenciais para recuperarem a BR-364. Para conseguir mais apoio, ele devia contar aquela piada que contou à Dilma há alguns anos e que deixou a presidenta histérica.

Pró-haitianos
E, por falar em Dilma, a presidenta, em meio a toda esta crise de relações entre o Acre e São Paulo, ordenou que a Polícia Federal organize uma força-tarefa para ajudar os haitianos.

Daqui pra frente
No fim das contas, os bate-bocas entre paulistas e haitianos tiveram, sim, bons resultados para os haitianos. Agora resta saber se eles vão continuar recebendo esta atenção e amparo federal.

Ajuda pra todos
E, para os despeitados que dizem que o Governo Federal devia parar de se importar com os haitianos e ajudar mais os brasileiros, Dilma Rousseff também autorizou um reajuste de 10% nos pagamentos do Bolsa Família, a partir de 1º de junho.

Todo mundo é filho de Deus
De uma vez por todas, as pessoas precisam deixar de lado estes preconceitos xenofóbicos e entender que todo mundo precisa de ajuda, independente da sua raça, cor, religião ou país de origem.

Pesar
Os pêsames da coluna e de todos os rio-branquenses vão para Marcus Alexandre e toda a sua família, que perderam Dona Julia Pagliaro Aguiar, 97 anos, avó do prefeito. Ela faleceu na quinta-feira, em Ribeirão Preto/SP.

Agenda lotada, mesmo no luto
Mas o luto não é motivo para parar de cumprir com obrigações, em especial quando estes deveres são para com 340 mil pessoas. Por isso, o prefeito Marcus Alexandre cumpriu uma extensa agenda na cidade ontem. Acompanhou obras do ginásio do Conj. Universitário, garantiu a manutenção dos corredores de ônibus no Taquari, visitou o Mercado Álvaro Dantas (Bosque), inspecionou obras de tapa-buracos na Rua Sete de Setembro… Tanta agenda que nem cabe em uma nota.

INTERINO: TIAGO MARTINELLO

Assuntos desta notícia


Join the Conversation