Ex-mulher de pastor tenta matar fiel da igreja com tiro na cabeça, mas arma falha

Acusada só não teria atirado na cabeça da vítima porque a arma (detalhe) bateu o ‘catolé’
Acusada só não teria atirado na cabeça da vítima porque a arma (detalhe) bateu o ‘catolé’

Uma mulher identificada por Elvanilsa, ex-esposa do pastor de uma tradicional Igreja Evangélica, tentou matar a tiros Maria Nascimento de Azevedo, 44 anos. A vítima seria uma fiel da igreja em que o pastor é líder. O crime aconteceu na manhã deste sábado, dia 3, na Rua Álvaro César, no bairro João Eduardo I.

De acordo com informações, o pastor Eurico teria se separado de Elvanilsa por não suportar o ciúme dela. As crises estariam atrapalhando a missão dele como pastor e líder de igreja.

Porém, a separação do casal aparentemente não interferiu na vida religiosa, pois ambos continuaram frequentando a mesma congregação.

Só que, em um determinado dia, o pastor orava na cabeça de Maria Nascimento e a ex-mulher dele sentiu ciúmes. Ela teria suspeitado de algo mais.

Na manhã deste sábado, a mulher foi à casa de Maria e a chamou no portão.

Quando a mulher saiu, as duas conversaram por alguns minutos. Elvanilsa puxou de um revólver calibre 32, que estava na bolsa. A mulher encostou a arma na cabeça de Maria e depois apertou o gatilho. A arma falhou. Bateu o ‘catolé’, como é popularmente conhecido. Em seguida, Elvanilsa atirou de novo e atingiu o ombro de Maria. O terceiro tiro não atingiu a vítima.

Após acreditar que teria matado a rival, Elvanilsa saiu correndo, mas um filho da vítima correu atrás dela e a segurou com ajuda de vizinhos. Uma equipe de suporte avançado do Samu socorreu a vítima, que foi encaminhada ao PS de Rio Branco. Maria deu entrada em estado grave, pois o tiro teria atingido um pulmão e uma artéria.

A acusada foi presa por policiais militares do 3º Batalhão e conduzida a Delegacia da Mulher. Ela deverá ser autuada por tentativa de homicídio e porte ilegal de arma. (L.C.)

Assuntos desta notícia