Brasil goleia Camarões por 4 a 1 no Mané Garrincha

A Seleção Brasileira continuou devendo uma apresentação à altura para a torcida nesta Copa do Mundo, com muitas dificuldades principalmente no primeiro tempo. Mas Neymar tratou de resolver em campo, desequilibrou e comandou a goleada do Brasil diante de Camarões, por 4 a 1, nesta segunda-feira, com quase 70 mil pessoas no Estádio Mané Garrincha, em Brasília. Ele balançou as redes duas vezes, enquanto Fred e Fernandinho ampliaram. Matip descontou para os africanos.

O resultado classificou o Brasil para as oitavas de final em primeiro lugar no Grupo A, com sete pontos – duas vitórias (Croácia e Camarões) e um empate diante do México (0 a 0). Os camaroneses, que já estavam eliminados, voltam para casa sem pontuar, já que perderam as três partidas. Os mexicanos também avançaram com a vitória sobre a Croácia, por 3 a 1, em Pernambuco, em segundo na chave, superado no saldo de gols pelos brasileiros: 5 a 3.

Nas oitavas de final, a Seleção Brasileira terá pela frente o Chile, que terminou em segundo lugar no Grupo B, com seis pontos. Neymar e cia. estarão no Mineirão para o aguardado confronto, no próximo sábado, às 13h. No outro cruzamento, o México medirá forças contra a temida Holanda, primeira na chave, domingo que vem, no mesmo horário, em Fortaleza.

O jogo

O Brasil tinha como objetivo conquistar a confiança da torcida logo de início. A Seleção partiu para a pressão, tentando acuar Camarões. E a tática de mostrar serviço e entusiasmo deu certo. Paulinho quase abriu o placar logo aos 2min, quando foi travado na hora de finalizar. Mas foi o suficiente para o estádio virar uma grande ‘panela de pressão’. O problema é que Camarões, já eliminado, não se importou com os gritos de apoio dos torcedores.

Atuando como franco-atirador, mesmo sem a grande estrela, o atacante Eto’o, que ficou no banco de reservas, a seleção africana mostrou coragem e não se intimidou com os gritos dos quase 70 mil presentes. Tocou a bola e buscou as jogadas pelas laterais, explorando as deficiências, principalmente, de Daniel Alves na marcação.

Mas o Brasil tinha Neymar, e o craque tratou de tirar o time do sufoco. No momento em que Camarões saía para o jogo, depois que Moukandjo assustou com um chute que explodiu em Marcelo, o camisa 10 da Seleção começou a fazer a diferença. Aos 16min, Luiz Gustavo cruzou da esquerda e Neymar desviou com perfeição, no canto esquerdo do goleiro: 1 a 0. Festa no Mané Garrincha.
Neymar ainda protagonizou grande lance ao chutar forte de perna esquerda, obrigando Itandje a espalmar. A torcida não parava de cantar, mas o time camaronês não desistiu. Insistiu e teve a valentia premiada com o empate, aos 21min. Nyom recebeu pela esquerda, levou a melhor diante de Daniel Alves e cruzou para Matip completar sem chances para Júlio César, contando com a colaboração dos zagueiros: 1 a 1.

Sem conseguir construir jogadas pelo meio-campo, com Oscar apagado, coube a Neymar a tarefa de levar o Brasil à frente. E o craque decidiu novamente, em lance individual. Aos 34min, ele recebeu perto da área, se livrou dos dois marcadores e chutou à direita de Itandje: 2 a 1. Um alívio para o técnico Felipão e a torcida no Mané Garrincha
Pressão e goleada

O Brasil começou o segundo tempo da mesma forma que o primeiro. Com Fernandinho no lugar de Paulinho, a Seleção dominou o meio-campo e empurrou Camarões para trás. Em menos de 3min, o time canarinho criou várias oportunidades, obrigando Itandje a trabalhar em chute de Fred. Aos 4min, Fernandinho ajeitou a bola para David Luiz, que cruzou na medida para Fred marcar de cabeça: 3 a 1.

Camarões sentiu o golpe e perdeu a força ofensiva. O jogo passou a ser de um só time, com o Brasil buscando uma goleada, até para ganhar moral. Felipão trocou mais um, tirando Hulk para escalar Ramires, apostando nas arrancadas em velocidade. Com um cartão amarelo na Copa, Neymar foi poupado do restante do jogo e deixou o campo para a entrada de Willian. A torcida reconheceu a presença decisiva do camisa 10 e o aplaudiu de pé. Ainda teve tempo para a Seleção ampliar e transformar a vitória em goleada. Fernandinho balançou as redes aos 38min, depois de um presente da defesa camaronesa: 4 a 1.

Assuntos desta notícia