Pular para o conteúdo

TJ/AC lança na próxima quarta Planejamento Estratégico 2015-2020

O Tribunal de Justiça do Acre dará aos primeiros passos para se projetar no futuro. A instituição vai lançar oficialmente na próxima quarta-feira, 3, o Planejamento Estratégico 2015-2020. Desembargadores, juízes, servidores, colaboradores e representantes de outras instituições são os principais convidados para o evento.

Antes, na terça-feira, 2, haverá um evento interno, voltado aos desembargadores, juízes de Direito, diretores, gerentes, assessores e diretores de secretaria, cujos nomes constem da Portaria nº 990/2014. Esse documento foi republicado no Diário da Justiça Eletrônico de quinta-feira, 28.

A finalidade desse trabalho interno são as discussões de revisão do Planejamento Estratégico, que passará a viger nos próximos seis anos do Tribunal.

O evento de lançamento no Teatrão terá a participação especial de representantes da empresa 3GEN, contratada para executar (em um caráter de gestão participativa) o Planejamento Estratégico 2015-2020.

O conjunto de informações expressas nesse documento final visa nortear as decisões e ações administrativas e legais do TJ/AC na busca de solução dos problemas judiciais, administrativos e operacionais, atingindo a excelência na prestação de serviços à sociedade.

Importância da iniciativa – Os próximos anos do Tribunal de Justiça do Acre começaram agora. Leia, se informe e descubra como a sua vida e o seu trabalho serão afetados pelo Planejamento Estratégico 2015-2020.

O planejamento estratégico não se limita a assuntos administrativos ou é restritivo àqueles que atuam na área de administração do Tribunal.

Na verdade, acaba afetando diretamente tanto a vida dos que trabalham em todo Judiciário, seja na Capital ou interior do Estado, quanto na vida dos cidadãos – e indiretamente na dinâmica outras instituições.

O documento busca garantir, dentre outras medidas, a continuidade das ações nas mudanças de gestão nos tribunais, por meio do estabelecimento de metas de curto, médio e longo prazos.

Além disso, todos os segmentos – magistrados, servidores, 1º e 2º graus, Capital e interior, área judicial e administrativa -, estão sendo representados e podem dar sua contribuição para que se planeje e se consolide um tribunal melhor para todos. (Agência TJ/AC)