Eleitores, regozijai-vos!

É impressionante nesta reta final de campanha eleitoral o número de ofensas nas redes sociais, sejam por meio de vídeos ou textos, por causa dos apoios políticos manifestados para um ou outro candidato. O problema tem atingido até o seio familiar, com rompimentos relações entre tios e sobrinhos e até entre pais e filhos.

Fatos enxovalhados como esses merecem uma atenção mais séria, sobretudo, daqueles que acreditam que perder um amigo ou um parente em detrimento de um pleito eleitoral é indiferente.

Pesquisas como a do Instituto Datafolha mostraram que houve um crescimento no interesse entre as pessoas pela política, o que faz com que os vídeos virais de candidatos sejam replicados dobrados nas redes sociais.

Mas tal situação não dá a ninguém o direito de que, por ter uma visão política diferente do próximo, levar a distinção às últimas consequências. A esperança é a de que com o Natal batendo à porta, todos se regozijem com a data e mudem para o único lado, o da fraternidade e o do discernimento.

Assuntos desta notícia