Gazetinhas 26/10/2014

*    Dia D!

*    Após três meses e meio de campanha eleitoral, hoje o eleitor vai às urnas para fazer sua escolha para o Governo do Estado e à Presidência da República.

*    Até que enfim…

*    E são muitos os eleitores ansiosos com o resultado.

*    Quanto ao Acre, pesquisa divulgada pelo Vox Populi aponta o governador Tião Viana (PT) como favorito para vencer a disputa.

*    Segundo o levantamento, o petista aparece com 53% das intenções de voto;

*    O tucano Márcio Bittar teria 47% do eleitorado acreano.

*    Olha a onda vermelha tomando conta do Estado.

*    Hehehe…

*    O candidato petista surfa na onda da tranquilidade.

*    Mas nada de “cantar” vitória antes do tempo…

*    Mesmo existindo certa vantagem de Tião em relação à Bittar, não resta dúvida que esta eleição será conquistada no voto a voto.

*    Tenso…

*    Enfim, todas as cartas foram jogadas sobre a mesa, agora é só esperar o final da votação.

*    E que o dia passe rápido!

*     Ririri

*    Enquanto isso…

*    Em meio a todo alvoroço de eleição, os moradores do ramal da Chapada, no Custódio Freire, estão na expectativa de ver o ramal asfaltado…

*    Alô prefeito!

*    Ramal da Chapada manda recado…

*    A piçarra que foi colocada lá foi de muita serventia, mas…

*    Se vossa excelência puder providenciar o asfalto, será de muita valia.

*    O senador Sérgio Petecão (PSD) divertiu muitos eleitores com aquela conversa de que iria embora do Acre, caso o governador Tião Viana fosse reeleito.

*    Teve aliado de Petecão que afirmou que com esse comentário ele acabou tirando voto de Bittar.

*    Não duvido é nada…

*    Hehehe…

*    Os deputados estaduais recém-eleitos já começaram suas peregrinações na Aleac.

*    Alguns deles mal foram eleitos e já estão conseguindo a proeza de dar carteirada antes mesmo de assumir o cargo.

*    Se já estão assim antes de assumir, imagina quando o fizerem.

*     Tem deputado recém-eleito já precisando de uma boa dose de humildade.

*    Alguém avise aos novos deputados que o melhor é chegar à Aleac com o pé no chão. Muita água rola embaixo da ponte em quatro anos, lembrem-se!

*    Interina: Marcela Jansen

Assuntos desta notícia