No Rio de Janeiro, deputada Perpétua Almeida participa de seminário sobre Defesa Nacional

Perpétua falou para um publico de 400 pessoas
Perpétua falou para um publico de 400 pessoas

Na Escola de Guerra Naval no Rio de Janeiro, a presidente da Subcomissão de Assuntos Estratégicos das Forças Armadas da Câmara, deputada Perpétua Almeida (PCdoB), proferiu nesta quarta-feira palestra na abertura do seminário “Base Industrial de Defesa: contribuição para os projetos estratégicos brasileiros”, que reuniu militares, estudiosos e especialistas da área.

Para público superior a 400 pessoas, Perpétua Almeida falou da reeleição da presidente Dilma Rousseff. “A reeleição da Dilma nos traz a confiança de que se manterá em curso o fortalecimento da Política de Defesa Nacional, visto que temos a compreensão de que a ascensão econômica e social do Brasil no mundo, só será sustentada se tivermos a capacidade de defendermos nossa soberania e independência nacional. O Brasil deve também manter-se no curso da busca de sua capacidade de dissuasão, visando desencorajar eventuais tentativas de constrangimento à soberania, sobretudo tendo em vista tendências de aumento das pressões internacionais direcionadas a países detentores de recursos naturais e ativos estratégicos, como é o nosso caso”.

Durante sua fala, a deputada destacou o seu empenho em ajudar a presidenta Dilma na aprovação em 2012, quando presidiu a Comissão de Relações Exteriores e de Defesa Nacional da Lei 12.598, voltada ao objetivo de soerguer uma robusta base industrial de Defesa que estabelece as regras da Empresa Estratégica de Defesa e normas especiais para as compras, contratações e o desenvolvimento de produtos e sistemas de Defesa, priorizando a empresas brasileiras de capital nacional.

Ao tratar dos projetos estratégicos de Defesa Nacional, Perpétua destacou a construção do Submarino a propulsão nuclear, o desenvolvimento do novo avião de caça da Força Aérea Brasileira (FAB), o Gripen NG,  o projeto da FAB do avião militar cargueiro KC-390, pela Embraer e a estruturação do Sistema Integrado de Monitoramento de Fronteiras terrestre brasileira como importantes projetos que estão em curso em prol da Defesa Nacional.

Para a deputada foi partir de 2008 com a Estratégia Nacional de Defesa que o Brasil começou a “investir fortemente em grandes projetos estratégicos das Forças Armadas, acumulando potencial e capacidade para dar salto de qualidade como nunca visto na capacidade dissuasória brasileira, ao tempo que mobiliza base produtiva e tecnológica da indústria nacional”. A criação do Regime Especial Tributário para a Indústria de Defesa também foi tema defendido pela deputada Perpétua durante o debate.

O presidente do Centro de Estudo da Defesa, Almirante-de-Esquadra Alvaro Dias Monteiro, destacou o trabalho da parlamentar acreana e citou seu nome como referência no Congresso quando se trata de debater sobre Defesa Nacional. “Perpétua tem um posicionamento firme sobre a prioridade que devemos dar a Defesa Nacional e nos inspira confiança quando defende os investimentos na Indústria de Defesa, o que é ao mesmo tempo uma aposta na educação, ciência e novas tecnologias”, concluiu. (Texto e foto: Assessoria Parlamentar)

Assuntos desta notícia