Política local 11/02/2015

“Minha honra e dignidade começam a ser reestabelecidas”.
(José Adriano, empresário que teve o nome retirado da G-7)

Precisa-se de uma resposta para os demais
Uma decisão federal tirou do processo o nome do empresário José Adriano Ribeiro da Silva do escândalo da G-7. Cada vez mais novos fatos, incluindo o andamento do processo, estão livrando os acusados. E isso prova que fins políticos parecem ter sido levados em conta nas acusações. Quando a bomba explodiu, em 2013, muitos disseram a ‘verdade veio à tona’. Parece que não. Inocentes não podem ser acusados, e ficar por isso mesmo.

Sumido nada
A presença do governador Tião Viana nas ações de governo são tão grandes que é só ele tirar alguns dias para descansar que já falam logo que ele tá sumido. Tá nada!

Comemorando
Em tudo o que se faz no governo, ninguém deixa de mencionar a iniciativa do governador em executar os bons projetos. Tião só foi comemorar seu aniversário com sua família. Ele Merece.

E agora?
Deputado Nelson Sales (PV) ainda não conseguiu se definir de que lado atuará na Aleac. Ontem, durante sessão na Aleac ele afirmou que durante toda semana estará se reunindo com seus eleitores para debater o assunto.

O X da questão
Na realidade o X da questão não está que lado atuar, haja vista que é mais do que notório que o deputado já escolheu o lado da oposição.  O problema está em encontrar uma forma de viabilizar sua saída do partido sem que perca o mandato.

Anúncio
É grande a expectativa quanto ao anúncio dos nomes dos novos presidentes das Comissões da Aleac, principalmente da CCJ e COF. A definição deve acontecer até o final de semana. Pelo menos é o que se espera.

Tem dono
Não adianta a oposição esbravejar, as duas principais comissões da Aleac ficarão com o partido com maior número de deputados na Casa Legislativa, que nesse caso é o PT.

Briga boa
A disputa pela Comissão de Saúde Pública e Assistência Social promete, haja vista que outro deputado (leia-se Raimundinho da Saúde) também está de olho na presidência.

Bem provável
O Bloco Popular formado por deputados do PCdoB, PSB e Pros, estão focados nessa comissão. Levando em consideração que possuem a segunda maior bancada da Aleac, o provável presidente será o comunista Jenilson Lopes.

Avisem a ele
Alguém precisa lembrar ao deputado Nicolau Júnior (PP) que ele é detentor de um mandato. Toda vez que o moço sobe a tribuna na Aleac, dispensa tanto elogios ao senador Gladson Cameli (PP) que acaba esquecendo-se de falar de sua ação como parlamentar.

Dando certo
A estratégia de blindar o líder do governo, deputado Daniel Zen (PT), na Aleac, está dando certo. A cada ataque que o parlamentar sofre, a resposta vem em bloco.

Falando no Zen…
Tanto Daniel Zen quanto Lourival Marques, líder do governo e do PT respectivamente, tem demonstrado bastante segurança em seus discursos na Aleac.  Estão há pouco tempo no parlamento estadual, mas, pelo andar da carruagem, já pegaram a manha da coisa.

Nem todos
Pensa que não podemos falar o mesmo de outros deputados da Casa. A grande maioria ainda insiste em levar uma colinha na hora de discursar.

Cômico
Chega a ser cômico ver a ânsia dos novos deputados de usar a tribuna da Casa Legislativa. A maioria dos assuntos pouco interessa à população.

Projeção partidária
O deputado federal Léo Brito (PT) começou o mandato com projeção em Brasília, foi escolhido pelo PT, entre deputados de todo Brasil, para participar da nova “CPI da Petrobras”.

Pode parecer
Isso pode parecer pouco politicamente, mas não; o Léo é um deputado de primeiro mandato e o PT não escolhe qualquer parlamentar para representá-lo numa CPI que será um vulcão.

Muito bem escolhido
O ex-prefeito e deputado federal Raimundo Angelim (PT) será o novo coordenador da bancada federal em 2015. Não resta dúvida que a experiência e o prestígio como prefeito de Rio Branco por oito anos, foi fundamental para que seu nome fosse referendado. O líder de bancada é o responsável por conduzir os parlamentares na defesa dos interesses do Estado junto aos ministérios.

Assuntos desta notícia