Falso médico confessa que na virada do ano ficou de plantão no PS

O falso médico Renato Vilela preso na última terça-feira, 10, quando realizava atendimento médico no posto de Saúde do bairro São Francisco, confessou em depoimento ter falsificado os carimbos que usava para receitar medicamentos.

De acordo com informações do delegado Thiago Fernandes,  durante um dos plantões do acusado,  ele confessou que atuou no Pronto Socorro de Rio Branco. Lá, chegou uma mulher com quadro de infarto, mas ele optou por não  atendê-la. A paciente findou indo a óbito.

O delegado afirmou que o CRM de Minas Gerais de Renato Vilela também é falso e nos próximos dias enviará denúncia para o Ministério Público do Estado.

O acusado também teria confessado que os plantões no Pronto Socorro foram pagos por um diretor daquela unidade hospitalar.

O delegado afirmou que caso a mulher tenha morrido durante o plantão do falso médico, ele será indiciado por crime de homicídio.

Assuntos desta notícia