Política local 19/03/2015

“Sabedoria é saber o que fazer: habilidade é saber como fazer”.
(David Starr Jordan)

Homem público não tem privacidade
Quando alguém se elege deputado perde a privacidade e vira  uma figura pública. Vidraça, no popular. Não são imunes às críticas. Quem não quiser críticas fique na iniciativa privada. Quem se sentir incomodado com críticas vá à tribuna e conteste, com razão ou não, como fizeram ontem de forma elegante com a matéria de uma colega, os deputados Jenilson Lopes (PCdoB) e Nelson Sales (PV).

Não é um bom negócio
Alguns deputados pregam um confronto com a imprensa. É um mau negócio para eles. Não conheço nos meus mais de 30 anos de jornalismo um político que ganhou uma briga com a imprensa.

Agiu sabiamente
O caso não foi comigo, mas tenho de me posicionar. Na democracia a crítica é a matéria-prima.

Água na fervura
O presidente da Aleac, deputado Ney Amorim (PT) agiu sabiamente, ao reunir ontem os deputados para desaquecer o clima. Um deputado que critica também pode ser criticado.

Não adianta enganar
Mudando de assunto. Os alunos de faculdades de Medicina da Bolívia que querem fazer internato nos hospitais de Rio Branco não vão conseguir isso legalmente, não adianta enganar.

Única saída
A única saída para isso acontecer seria acabar com a legislação federal que proíbe a prática.

Situando a questão
O projeto que isenta taxistas e mototaxistas do IPVA, apresentado ontem na Aleac,  não é de autoria de deputado, mas do governador Tião Viana, a medida é exclusiva do Executivo.

 Nem poderia
É vedado a deputado legislar sobre matéria financeira. O que há neste caso é uma simples Indicação do deputado Eber Machado (PSDC) sobre o assunto, datada de 2011, e somente.

Fora da receita
Com a medida o governo deixará de arrecadar em torno de 500 mil reais ao mês.

Reivindicação justa
O deputado Nicolau Junior (PSD) fez ontem uma reivindicação muito justa, que o Hospital Dermatológico de Cruzeiro do Sul atenda à noite, devido o surto de dengue no município.

Culpa exclusiva
Aliás, surto de dengue que é culpa exclusiva do prefeito Vagner Sales, que falhou no combate.

Nem pensar nisso
O ex-prefeito de Rodrigues Alves, Francisco Deda (PROS), negou ontem que tenha fechado apoio ao Sebastião Correia para prefeito do município. “Meu grupo terá candidato”, avisou.

Unidade trabalhada
Há todo um trabalho político do deputado federal César Messias (PSB), para que Sebastião Correia, que foi candidato a prefeito pelo PMDB, seja em 2016, o candidato único da FPA.

“Não temos um nome”
A afirmação foi feita ontem à coluna pelo ex-prefeito Itamar de Sá (PT) sobre a eleição para prefeito de Cruzeiro do Sul. Na sua visão há que se procurar um nome novo e de consenso.

Candidatura descartada
Itamar considera difícil emplacar a candidatura do professor Marcelo Siqueira (PT), que na última eleição foi candidato a deputado estadual e não obteve uma boa votação.

Todos na torcida
Há uma expectativa e uma grande torcida para que o prefeito Vagner Sales lance como candidato à sua sucessão o advogado Jonathan Donadoni, que não se elegeu deputado.

Desde que não banalizada
A proposta do deputado Eber Machado (PSDC) de criar a “Tribuna Popular”, para dar voz às entidades organizadas é uma iniciativa positiva, desde que o uso da tribuna não seja banalizado.

Temos que reconhecer
Há de se reconhecer que a deputada Leila Galvão (PT) está na linha de frente junto ao governo para buscar ajuda aos comerciantes do Alto Acre vítimas da alagação do Rio Acre.

Medida justa
Falando nisso, o governador Tião Viana mandou suspender a cobrança do ICMS dos comerciantes de Xapuri e Brasileia que tiveram os seus comércios atingidos pela última cheia do Rio Acre.

Projeto de inclusão
Positivo o projeto apresentado ontem pela deputada Juliana Rodrigues (PRB), que obriga a ter nas sessões da Casa, profissionais da linguagem de libra, para a inclusão de deficientes auditivos.

Não há como misturar
O projeto do prefeito Marcus Alexandre que isenta do ISS os empresários dos transportes coletivos tem um objetivo meritório: manter a passagem de 1 real para os estudantes, não é  gracioso.

Protesto sem sentido
Por isso não vejo sentido nos protestos, queriam que o preço para os estudantes continuasse nivelado na tarifa normal? É um projeto que os vereadores deveriam aprovar sem delongas.

Bem mais interessante
As sessões na Câmara Municipal de Rio Branco estão ficando mais interessantes que as da Assembléia Legislativa, pelo menos na Câmara tem sessão de MMA, comentavam ontem colegas jornalistas.

Mão do governo
A mão do governo tinha que ajudar as milhares de famílias atingidas pela cheia do Rio Acre, como está fazendo. Tirou toneladas de lixo deixadas pela enchente nas cidades de Brasileia e Xapuri. Agora é a vez dos prefeitos cumprirem com suas obrigações. E Tião Viana acaba de suspender a cobrança do ICMS para os empresários que tiveram os seus comércios atingidos pela alagação. E fez tudo isso sem politicagem, até porque Xapuri e Brasileia são governados pela oposição. E quebra a castanha dos que gostam de alardear que só ajuda prefeitos do PT.

Assuntos desta notícia