Política local 22/03/2015

“Corações duros e cérebros moles caminham juntos”.
(John Macnaugtton, escritor canadense)

Não há consenso da oposição no Juruá
O ex-deputado federal Iderley Cordeiro (PR) diz ser candidato a prefeito de Cruzeiro do Sul com o apoio do senador Gladson Cameli (PP) e não vê nome superior ao seu. O vereador Romário Costa (PSDB) reafirma que não disputará a reeleição e é candidato a prefeito. E o prefeito Vagner Sales quer  candidato à sua sucessão o afilhado Jonathan Donadoni (PMDB).

Votação expressiva
Iderley se sustenta no argumento da grande votação em Cruzeiro do Sul na última eleição.

Melhor saída
Não existiu melhor medida tomada pelo governador Tião Viana do que a que pediu que o DNIT assuma a BR-364 até Cruzeiro do Sul, porque o deixa liberado para outras questões.

Mapa do PT
Assis Brasil, Brasileia, Acrelândia, Epitaciolândia, Xapuri, Rio Branco, Bujari, Tarauacá, Feijó,  Taumaturgo, Mâncio Lima, Rodrigues Alves, nestes o PT terá candidato próprio a prefeito.

Valeu a pena a pressão
A pressão que o ex-deputado federal Marcio Bittar (PSDB) recebeu de todos os segmentos para que cumprisse sua promessa, o obrigou a conseguir donativos para as vítimas da cheia.

Prevaleceu o bom senso
Foi aprovado projeto da PMRB que dava condições para não haver reajuste do preço das passagens nos transportes coletivos. O bom senso acabou prevalecendo entre os vereadores.

Nada de anormal
Este debate duro entre o deputado Lourival Marques (PT) e a deputada Eliane Sinhasique (PMDB) não tem nada de anormal, faz parte do jogo político, pior seria o marasmo.

Muda o quadro
Caso o fim das coligações proporcionais, aprovado no Senado, seja também aprovado na Câmara Federal vai mudar toda a configuração da eleição municipal no próximo ano.

Empurra a ter candidato
Sem coligação proporcional, os partidos são empurrados a terem candidatos próprios a prefeitos para alavancar a chapa a vereador, ou serão varridos do mapa das urnas.

Porta fechada
O PEN está com a porta para vereador de Rio Branco fechada para quem tiver mandato. O presidente Astério Moreira quer uma chapa que dê chance igual a todos os candidatos.

Cidade fantasma
Quem passa por Plácido de Castro tem a impressão que está numa cidade fantasma, pouco movimento, ruas sujas, com buracos, mato, mesmo não tendo sofrido com a alagação.

Nem um pouco preocupado
O prefeito de Santa Rosa, Rivelino, não está nem um pouco preocupado se será ou não expulso do PSDB e, por um motivo simples: não se elegeu à custa de nenhuma liderança tucana.

Nada de relevância
De autoria dos atuais deputados estaduais ainda não foi apresentado nenhum projeto que se possa dizer que é relevante. São mais em cima de situações pontuais, para promoção pessoal.

Um adendo
Das Indicações feitas até o momento, a mais relevante é a do deputado Raimundinho da Saúde (PTN), que dá isenção do IPVA para os deficientes físicos que tenham carro.

Até julho
É o prazo previsto pela construtora para a entrega do novo Hospital de Brasileia, que será uma referência para o atendimento na região, como vem sendo o Hospital Regional do Juruá.

Não pode ser esquecido
Tarauacá teve três alagações este ano, sofreu tanto como Brasileia. A medida do governo de suspensão do pagamento do ICMS deveria se estender aos comerciantes do município.

Desmonta na tranquilidade
O deputado Daniel Zen (PT) imprimiu uma novidade nos debates da Assembléia: faz a defesa do governo muito bem feita, sem levantar a voz, uma serenidade que desmonta os críticos.

Uma satisfação
Pelo longo tempo, a Justiça deveria, pelo menos, dar uma satisfação aos investidores de boa-fé no Telexfree sobre como anda o processo e quando se terá um desfecho do demorado caso.

Saindo da idade da pedra
Quando se vê grandes áreas sendo plantadas com milho de forma mecanizada, a colheita feita com colheitadeira é de entusiasmar, é como o Acre saindo da idade da pedra da agricultura.

É a saída econômica
Agricultura mecanizada e a industrialização são as saídas para o desenvolvimento do Acre, que não pode ficar naquele saudosismo dos tempos dos seringais nativos e do óleo de copaíba.

Grande passo
Nenhum governo tratou até aqui a Agricultura de forma profissional e com mecanismos modernos como o governador Tião Viana.

Agiu com coerência
Se o projeto da PMRB não fosse aprovado o reajuste no preço da passagem nos coletivos teria que acontecer. O vereador Alonso Andrade (PSDB), foi coerente a votar a favor da matéria.

Não necessariamente
Quando se é da oposição não necessariamente se vota contra um projeto vindo de uma gestão adversária, principalmente, se a matéria beneficiará a população como neste caso.

Cadê os patinetes?
A pergunta da semana: cadê os patinetes motorizados da PM que desfilavam pela cidade, que foram comprados por uma fortuna no governo Binho? Volto indagar. É a pergunta da semana.

Modelo perverso, mas legal
Atacar o governador Tião Viana em artigo porque recebeu doações para as suas campanhas via o PT através de empresas, não faz o mínimo sentido. Primeiro que, no atual contexto, desde que se declare, é legal. Gladson Cameli, Marcio Bittar, Tião Bocalom, que são oposição, também receberam doações de empresas. É um debate que não cabe. É um modelo perverso, concordo, mas é legal. Por isso me alio aos que defendem que as empresas não continuem a financiar as campanhas políticas. Mas enquanto não vier uma proibição, não há de se falar em ilegalidade.

Assuntos desta notícia