Injustiçados

As pessoas que eram acusadas, em rede nacional, de ‘ladrões’ e ‘corruptos’ por um esquema comicamente nomeado de ‘G-7’ conseguiram, mais de três anos depois, serem desligadas do processo. Foram ‘desindiciadas’. Isto é, estão perto de finalmente conseguir a absolvição da Justiça, em âmbito federal.

Quem não se lembra da tal operação. Parou a cidade. Até a Globo caiu em cima. Sabia de tudo antes mesmo de acontecer. Mandaram até equipe de fora para acompanhar as prisões.

E, assim, empresários, assessores e até secretários do governo acreano investigados no que a Polícia Federal denominava de fraude em licitação e desvio de verbas públicas foram martirizados. Passaram dias presos e tiveram suas imagens públicas totalmente destruídas. Riram às custas de suas desgraças e a própria sociedade, em parte, os pré-julgou como símbolos da corrupção.

E agora a Justiça Federal deu o primeiro aceno para dizer o contrário. Isso é ótimo para eles. Só que nada vai retratar os danos causados aos investigados. Suas vidas não voltarão ao normal. Acusações sérias demais foram feitas e a repercussão delas foram maiores ainda.

Quem fez a investigação e o indiciamento deveria se retratar pelas consequências causadas aos investigados. Seria a atitude mais responsável a ser feita.

Assuntos desta notícia