Gladson se reúne com acadêmicos de Medicina e ouve setor empresarial do Acre

O senador Gladson Cameli (PP/AC) se reuniu na manhã desta quinta-feira, 12, com estudantes de medicina. O encontro aconteceu na Santa Casa de Misericórdia, em Rio Branco, e teve como pauta o apoio necessário aos projetos de lei que tratam dos temas Educação, Ciência e Tecnologia, no Congresso Nacional. Uma Comissão de Estudantes de Medicina de Universidades de países estrangeiros apresentou ao parlamentar uma proposta de internato que vem sendo discutida com a participação do Ministério Público e o Conselho Regional de Medicina no Acre (CRM).
“A partir da experiência do Programa Mais Médico pode surgir novas vocações que venham, dentro da legalidade, contribuir para consolidar os conhecimentos e habilidades dos alunos de medicina, e possibilitar o aperfeiçoamento de sua atuação,” comentou o senador.

Lembrando que no inicio do ano firmou parceria com a Universidade Federal do Acre com investimentos de R$ 1 milhão em infraestrutura, o parlamentar se comprometeu em continuar lutando pela garantia orçamentária das universidades federais. E com relação aos alunos que cursam medicina no exterior, de propor uma visita através de uma comissão de senadores à Bolívia, visando priorizar a discussão de temas prioritários para os acadêmicos brasileiros.

“A educação é a ferramenta essencial para o progresso da sociedade, por isso deve ser vista como área prioritária de investimentos para nós, representantes da população”, opinou.
Ainda pela manhã, Cameli se reuniu com empresários e comerciantes na Associação Comercial do Acre (Acisa). Ele destacou a importância do setor na geração de empregos e renda e debateu alternativas para a criação de uma agenda positiva para a economia estadual.

Para o presidente da Associação Comercial do Acre, Jurilande Aragão, “Cameli tem uma postura que agrada todos os empresários acreanos”. Como problema central enfrentado pela categoria, apontando por Aragão, está a alta carga tributária.

“Participei em Brasília de uma reunião com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy, e fiquei preocupado com o cenário de arrocho fiscal previsto. Ouvi hoje de vários empresários do meu estado como o Rubenir Guerra, Luiz Figueiredo, Osvaldo Dias e o próprio presidente da Acisa, Jurilande Aragão, que ninguém aguenta mais pagar tanto imposto. A ideia é aperfeiçoar esse debate para que o setor tenha uma voz em defesa de suas prioridades na reforma tributária”, defendeu o senador.
Na tarde desta quinta-feira o senador Gladson Cameli cumpre agenda no município de Cruzeiro do Sul.

 

Assuntos desta notícia