Tribunal de Justiça do Acre lança oficialmente projeto socioambiental Bosque Florido

“Que nesta data, em que se comemora o Dia Internacional da Mãe Terra, façamos uma reflexão sobre os laços que nos unem enquanto seres vivos e sociais. A responsabilidade para promover a harmonia com a natureza e a Terra e alcançar um equilíbrio entre economia, desenvolvimento, sociedade e ambiente é de todos nós”. Pronunciadas pela desembargadora-presidente Cezarinete Angelim, essas palavras marcaram o lançamento oficial o projeto “Bosque Florido”, a primeira de uma série de ações que serão implementadas nestes dois anos de gestão, as quais visam promover a responsabilidade social e a ambiental no contexto do Judiciário Estadual. Também haverá iniciativas voltadas à economia de recursos e, não menos importante, ao estabelecimento de metas de redução de consumo de energia elétrica, água, papel, telefonia e descartáveis.

Com o slogan “Cuidando do meio ambiente, preservando o planeta”, o objetivo do projeto é transformar a paisagem austera do Tribunal em um espaço mais leve, acolhedor, de maior bem-estar para os que trabalham e visitam o prédio, como também promover a sintonia com o meio ambiente.

“Um dos maiores avanços mundiais dos últimos tempos foi a convicção de que os recursos naturais são esgotáveis e que não podemos depender apenas de iniciativas estatais para para buscar alternativas e soluções na área ambiental. Parabéns à Administração do Tribunal por essa iniciativa que, espero, seja um exemplo e uma inspiração para todos nós”, disse o juiz Giordane Dourado, presidente da Associação dos Magistrados do Acre (Asmac).

Os membros da Corte de Justiça Acreana, juízes e membros de outras instituições também participaram do concorrido evento.

Para o secretário de Estado do Meio Ambiente, Edegar de Deus, o Tribunal de Justiça Acreano está no caminho certo ao pensar globalmente e agir localmente. Ao parabenizar pelo projeto, ele destacou que a ação “é muito importante para Rio Branco e para o Acre, principalmente pela capacidade de conscientização que possui”.

 Bosque Florido

Inovador no Judiciário Nacional, o Bosque Florido faz parte do programa “Natureza Viva” e será terá como próxima etapa a plantação, na sede do TJAC, de 12 mudas da espécie Jacarandá-mimoso (cujo nome científico é Jacaranda mimosaefolia, tendo como origem a Argentina, na América do Sul) e de outras espécies – que terão como mantenedores os próprios desembargadores que integram o Tribunal de Justiça Acreano. Haverá ainda o plantio de pelo menos 135 mudas, com a participação de magistrados, diretores, assessores, secretários e servidores do Judiciário.

 

Assuntos desta notícia