O pior do ser humano

“O cabelo escuro não combina com você!” ou “Você já tentou fazer uma cirurgia bariátrica?”. Parece que foi combinado. No mesmo dia ouvir essas frases de pessoas que você não conhece e que não tem prerrogativas para falar ou apontar seus defeitos, parecia o destino querendo testar a pouca paciência que eu tinha no momento.

Confesso que respirei fundo e contei até mil, na tentativa de me controlar e evitar o início de uma terceira guerra mundial. Afinal estava ali a trabalho. Funcionou. Sabe aquele olhar que analisa até os pensamentos da outra pessoa. Aquele mesmo de levantar a sobrancelha, pois é, me utilizei dele para retrucar sobre a bariátrica. “Você fez? Parece que não resolveu, né?!

Falei e saí de perto para não dar brecha para outro comentário. Moral da história. Porque tem pessoas tão incomodadas com a vida, as roupas, o cabelo, o peso, enfim? Se fosse uma conhecida e se demonstrasse interesse na minha saúde, a história seria outra.

Minha tristeza e decepção com o ser humano se afloram ao presenciar esse tipo de ação que visa única e exclusivamente deteriorar a autoestima. Além de humilhar e rebaixar a pessoa, se for perante público, melhor ainda.

Outro dia, uma amiga desabafou que ao ficar noiva e foi contar a novidade para a família a primeira coisa que ouviu, em vez de “parabéns” ou “não faz isso, coisa ridícula casar”, foi: vai ter que fechar a boca até o casamento pra caber no vestido, né?

Falei para ela: Seu pedido de casamento não foi “Amor da minha vida, quer perder 12kgs em um mês e casar comigo?”, então pare de achar que precisa emagrecer antes de poder casar. Se for, faça porque você quer ou para se sentir melhor. Não para satisfazer outras pessoas.

Falei também, ela teria permissão para mandar a m**** quem tentar te convencer do contrário, mesmo que seja um ente querido. “Titio, eu te amo, mas vá c**** que o casamento é meu e caso do tamanho que quiser”.

Outra coisa, não existe esse negócio de “pra caber no vestido”. Não vivemos dentro de Quatro Amigas E Um Jeans Viajante, não há um único vestido de noiva que precisa caber em todas as noivas do mundo. Seu vestido tem que caber em você, não você caber nele.

Sei que ela se animou depois do nosso papo. Mas, as frases e o desânimo dos outros comentários a machucou.

* Bruna Lopes é jornalista
[email protected]

Assuntos desta notícia