Pular para o conteúdo

Caindo no vazio

Com mais de 30 dias, a greve dos professores caiu no vazio, sem chegar a resultado algum e só é notada quando os manifestantes ganham as ruas para protestar e atrapalhar o trânsito, causando problemas para quem precisa ir ao trabalho ou a outros lugares.

Na medida em que os dias passam, o que se observa é que o movimento está se esvaziando. Como se viu ontem, os manifestantes não chegavam a uma centena, o que enfraquece ainda mais o movimento e põe em cheque sua própria legitimidade.



Não, não se trata de sonegar seus direitos, de se manifestar e mesmo fazer greve para fazer valer suas reivindicações por melhores salários e outras melhorias. Trata-se, a essas alturas, de usarem o bom senso e inteligência para uma saída honrosa para buscar essas melhorias para a categoria.

Como já foi sugerido, o melhor que têm a fazer é formar um grupo de trabalho com representantes do Governo e negociar essas reivindicações, estabelecendo prazos e compromissos a serem cumpridos.

De preferência, sem a participação de políticos ou grupelhos que visam apenas interesses eleitoreiros. Provocações baratas e sem graça não ajudam em nada. Só pioram a situação, causando prejuízos, isso sim, para milhares de alunos que precisam concluir o semestre.

error: Conteúdo protegido!!!