Pular para o conteúdo

Agentes sócio educadores são demitidos por crime tortura a menor em Rio Branco

 O nome de quatro agentes foram publicados no Diário Oficial da última sexta-feira, 10, dando conta de suas demissões, e suspensão imediata de suas funções. O motivo seria suposta tortura a menor, na capital acreana.

O crime aconteceu em 2011 e o menor tinha 15 anos. De acordo com a denúncia do Ministério Público, ele foi encaminhado ao Instituto Sócio Educativo (ISE) Aquiry, para cumprir uma penalização pelo crime de roubo cometido na região central da cidade. Acontece que o adolescente foi recebido por cerca de 12 agentes a socos e pontapés e foi torturado ainda algemado.



Na época, um exame de corpo e delito confirmou as agressões, porém, apenas quatro pessoas foram apontadas como os principais responsáveis, que chegaram a ter a prisão temporária decretada, mas conseguiram o benefício de aguardar a tramitação do processo em liberdade e desempenhando suas funções normalmente.

O Presidente do Sindicato da Categoria dos Agentes Sócio Educadores, Beto Calixto, questiona a veracidade das informações denunciadas alegando que durante a apuração dos fatos ficou comprovado que a suposta vítima teria citado o nome de agentes que nem se quer estavam de plantão no dia do ocorrido.

Segundo o sindicalista, um advogado foi disponibilizado aos agentes demitidos e conseguiram chegar a um acordo com o instituto para que continuassem na folha de pagamento por mais dois meses até conseguirem recorrer na justiça contra a decisão judicial.

COL 2 - IMG-20150714-WA0093

 

error: Conteúdo protegido!!!