Pular para o conteúdo

Eber Machado volta a cobrar inclusão de famílias no programa tarifa social

O primeiro vice-presidente da Assembleia Legislativa do Acre, deputado Eber Machado (PSDC) destacou na manhã de sexta-feira, 24, que a Eletrobrás Distribuição Acre estará instalando um escritório na Cidade do Povo com a finalidade de atender os moradores.

Segundo o parlamentar, o objetivo dessa medida é averiguar as contas de energia dos moradores que anteriormente moravam nas áreas de risco e que estavam inclusos na tarifa social.



“A maioria dos novos habitantes da Cidade do Povo não pagava energia elétrica e água tratada nas áreas de risco residiam. Eles denunciam que a conta de energia saltou de aproximadamente R$ 28 no primeiro mês que chegaram no conjunto habitacional para uma média de R$ 320, sendo que a maior parte das pessoas que moravam em área de risco dependem exclusivamente do Bolsa Família, que paga pouco mais de R$ 120 por família beneficiada pelo programa”, informou o deputado.

Eber ressaltou também que alguns moradores denunciam que apesar fazer o parcelamento dos débitos, a empresa estaria levando até seis dias para religar a energia.

“O governo assumiu o compromisso tirar estas pessoas das áreas de risco e colocá-las em moradias dignas, mas não podemos esquecer que eles precisam de um tratamento diferenciado nos pagamentos de água tratada e energia elétrica. O Depasa está fazendo a parte dele, cobrando tarifa mínima da água tratada, mas este tratamento não vem sendo dado pela Eletrobras. A empresa precisa cadastrar estas famílias no programa de tarifa social”, diz Eber Machado.

Após reunião, determinou-se que até o final de agosto nenhum corte será efetuado.

“Nenhum corte será realizado até o final de agosto e os moradores também terão as contas analisadas no escritório de situação que a empresa vai montar no conjunto habitacional. Nossa luta é para garantir a tarifa social para estes famílias”, finalizou.

 

 

error: Conteúdo protegido!!!