Pular para o conteúdo

Estrelão procura novo camisa 9

Robert Gladiador, 28 anos, já defendeu as cores do Rio Branco, do Espírito Santo
Robert Gladiador, 28 anos, já defendeu as cores do Rio Branco, do Espírito Santo

A diretoria do Rio Branco está no mercado em busca de um novo camisa 9, para substituir o atacante Alexandre Matão, que não acertou renovação de contrato para a disputa da Série D. O Estrelão negocia com três nomes. Entre eles, Robert Gladiador, ex-Brasil de Farroupilha/RS, e Charles Chenko, artilheiro do Amazonense deste ano pelo Fast Clube, com 13 gols.

“Estamos aguardando um retorno do Robert e temos outro nome, que jogou no URT/MG (além do Charles). Desses três, só acertaremos com um. O Robert está complicado, porque ele tem proposta de outros clubes e a gente entende o jogador. Até sexta-feira, 10, esse reforço tem que estar em Rio Branco”, informou o gestor de futebol, Carlinhos Farias.



Na terça-feira, 7, o dirigente declarou à imprensa que Matão teria feito uma proposta “astronômica” para seguir no clube – valores não foram revelados -, fora da realidade financeira local.

Robert longe
Robert Lima, 28 anos, nasceu em Curvelo (MG) e seria o nome preferido para o ataque estrelado. O atacante, no ano passado, defendeu outro Rio Branco, o do Espírito Santo. Em contato, porém, Gladiador afirmou que já tem o destino praticamente selado e agradeceu o interesse do Alvirrubro.

“Realmente estava conversando sim. Mas essa semana recebi um contato do futebol do México (não revelou o clube) e é uma oportunidade ímpar na minha carreira. Agradeço muito ao Nei (Gaúcho, treinador do Rio Branco) por querer contar com meu futebol, mas fica para o futuro. Queria muito ir ajudar. É um prazer ser lembrado por um clube da grandeza do Rio Branco. Só tenho agradecer pela confiança”, explicou o Robert Gladiador.

Charles aguarda proposta
Charles Chenko foi artilheiro da Série B do Amazonense no ano passado, com oito gols, quando defendia o Operário/AM. Nesta temporada, marcou 13 vezes com a camisa do Fast pelo estadual e terminou como goleador.

“Teve interesse do treinador, do Nei Gaúcho. Ele vem conversando diariamente comigo, mas ainda não foi formalizada uma proposta. Por mim, iria com o maior prazer, porque sei da grandeza do Rio Branco. Estou esperando uma proposta para ver se a gente pode se acertar”, declarou, por telefone, o atacante, que está na cidade natal, Belo Horizonte (MG), e tem sondagens da Paraíba e da região Sul.

O Rio Branco estreia na Série D contra o Remo, no dia 19, às 16h (de Brasília), na Arena Verde, em Paragominas, a 300km de Belém. O Estrelão está no grupo A1, com Nacional/AM, Remo, Náutico/RR e Vilhena.

error: Conteúdo protegido!!!