Pular para o conteúdo

Campanha de vacinação estima atingir mais de 40 mil cães e gatos em Rio Branco

A campanha de vacinação antirrábica será lançada no próximo dia 3 de agosto, na zona urbana de Rio Branco, pela Secretaria Municipal de Saúde, em parceria com o Governo Federal. A meta é vacinar 46.021, o que corresponde a 80% dos cães e gatos da Capital. A imunização se estenderá até o dia 31 de outubro.

Em Rio Branco, o Departamento de Vigilância em Zoonoses estima que existam mais de 48 mil cães e quase 6 mil gatos. Para atingir o maior número possível desses animais, a campanha conta com a atuação de 54 equipes compostas por agentes de Controle de Zoonoses, agentes de Controle de Endemias e agentes Comunitários de Saúde (ACS), com apoio de dois médicos veterinários.



Segundo a diretora de Vigilância em Saúde da Semsa, Luana Esteves, a campanha de vacinação começou na zona rural de Rio Branco ainda em abril. Nessas localidades, a meta já foi superada e 86% dos cães e gatos já foram imunizados. “Já estamos trabalhando nas áreas mais distantes. Iremos encerrar essa etapa no dia 31”, apontou.

O Ministério da Saúde destinou a Rio Branco 58 mil doses da vacina. A primeira localidade a receber a imunização será a Regional do Calafate.

De acordo com o diretor do Departamento de Vigilância em Zoonoses, Everton Arruda, uma das maiores dificuldades encontradas pelas equipes são as casas fechadas. “Trabalhamos na semana, quando a maioria das pessoas estão trabalhando. Por isso, iremos disponibilizar pontos fixos aos sábados, sempre no bairro onde estaremos atuando. Essa medida será avisada nas ruas”, explicou.

A vacina antirrábica é anual. Caso o cão ou gato já tenha tomado a dose recentemente, não é necessário repetir. Everton Arruda destaca também que o dono do bichinho pode ir ao posto fixo da campanha, que é itinerante, e buscar a dose. “Embalamos a vacina com isopor e a pessoa pode dar a dose em casa”.

O diretor afirma que Rio Branco está livre da Raiva dos carnívoros desde 2000. No entanto, é preciso ficar atento e vacinar o animal de estimação todos os anos. “A Raiva mata de 5 a 7 dias e não tem cura. Por isso, essa proteção serve tanto para o animal como para as pessoas”, aponta.

Para que a campanha atinja a meta e a cidade fique longe da doença, Everton Arruda pede que os moradores recebam as equipes. “Pedimos que as pessoas atendam bem o agente vacinador. A vacina antirrábica não mata o animal e nem o deixa doente”, frisa.

A coordenação da campanha avisa às pessoas que tiverem vários animais, ou mesmo vizinhos, que queiram reunir todos eles, que chamem as equipes de vacinação, em casa, usando o telefone 3221-3561.

error: Conteúdo protegido!!!