Pular para o conteúdo

O que importa

Depois do sindicato da categoria já ter antecipado, ontem foi a vez do Governo do Estado anunciar o fim da greve dos professores que durou quase dois meses causando sérios prejuízos para os estudantes e para a própria categoria, que deverão ser recuperados ao longo deste segundo semestre.

Reconhecendo que a greve é um direito dos trabalhadores, o próprio governador Tião Viana, em entrevista coletiva, adiantou ainda que o diálogo com a categoria será retomado. E para tanto anunciou que ninguém será demitido nem os dias parados serão descontados.



Trata-se de um gesto de boa vontade e medidas também corretas, para não agravar ainda mais a situação, que as lideranças do sindicato devem também ter o bom senso e a humildade de aceitar, mesmo mantendo suas reivindicações. E não haverá nenhum demérito nisso.

O que importa daqui por diante é que haja o devido empenho tanto da parte do Governo quanto dos professores em repor os dias parados naquelas escolas que aderiram ao movimento, para não comprometer o ano letivo. De modo especial, para os estudantes que irão fazer as provas do Enem.

E isso tanto os estudantes, como a sociedade em geral, precisam cobrar com veemência, porque se trata também de um direito que lhes assiste.

error: Conteúdo protegido!!!