Pular para o conteúdo

Gazetinhas 18/08/2015

* E a MINIfestação de domingo, leitor?!

* Pipipipipipipi…



* Nas redes sociais, um gaiato pergunta se tinha mais gente lá ou votando no Roberto Duarte para senador…

* Ah, para com isso!

* O gaúcho é macho, tchê!

* E vamos admitir: praticamente sozinho, na garra e no vozeirão, mobilizou mais gente do que muitos sindicalistas e “representantes do povo” ditos inconformados com o atual sistema político do País.

* Vai entender…

* Pelas contas da Polícia Militar, 1.500 pessoas participaram do protesto em Rio Branco.

* Na contagem dos organizadores, foram três mil.

* Aí, a gente tira uma média entre os dois e chega a um denominador razoável.

* Ainda assim, proporcionalmente, o número de manifestantes do Acre foi bem abaixo dos registrados na maioria das capitais brasileiras.

* O que já devia ser esperado pela oposição local.

* (Ou não?!).

* O que não era esperado, talvez, era a ausência dos grevistas fervorosos da Educação, entre os quais a própria presidente do Sinteac, Rosana Nascimento.

* Após a desfiliação em massa do PT, na última quinta-feira, e tantos discursos de descontentamento, a turma simplesmente não apareceu…

* “Amarelou!”, disse outro cri-cri que passou por aqui.

* Enfim…

* Em todo o País, a terceira edição do “Vem pra rua” levou cerca de 610 mil pessoas às ruas de pelo menos 169 cidades.

* Um total maior do que o registrado em abril e menor do que o contabilizado nos protestos de março.

* Independente das estatísticas, não é um movimento que possa ser menosprezado.

* Em menos de um ano, é uma parcela considerável do povo brasileiro que se mobiliza e clama por mudanças.  

* Alguns “coxinhas” mesmo, alienados, como há em todos os lados.

* Mas também outros muitos trabalhadores que não se conformam com a lama de corrupção que tomou conta do Brasil.

* Como bem disse o senador Cristovam Buarque, um dos sobreviventes na política que ainda leva a ética à frente das suas ações…

* As manifestações refletem ainda o “divórcio entre as urnas e as ruas”;

*A distância do que foi prometido ao povo nas eleições e o que foi colocado em prática no País.

* É isso aí.

* Reportagem especial da edição do domingo sobre o aumento da procura por academias e tratamentos estéticos, na Capital, gerou boa repercussão nas redes sociais.

* Reflexão importante sobre a busca do “corpo perfeito” e da qualidade de vida e também dos riscos da vaidade exacerbada.

* O telefone toca.

* Fala, Friale!

* “A semana vai ser de muito sol e calooor”.

* Se é ele quem está dizendo…

* Preparem-se.

error: Conteúdo protegido!!!