Pular para o conteúdo

Dia Nacional da Saúde: secretário destaca avanços

O dia 5 de agosto foi escolhido como o Dia Nacional da Saúde em homenagem ao médico sanitarista Oswaldo Cruz. Ele foi pioneiro no estudo de moléstias tropicais e da medicina experimental no Brasil.

A saúde pública no Brasil passa por diversos problemas. Faltam de médicos, leitos, as filas parecem inacabáveis, além das reclamações diárias vindas da população.



No Acre, mesmo com as queixas frequentes dos usuários do Sistema Público de Saúde (SUS), alguns avanços devem ser lembrados. Segundo o secretário de Saúde, Armando Melo, o sistema de saúde está evoluindo aos poucos. Entre as conquistas alcançadas, ele destaca os leitos de Unidade de Tratamento Intensivo (UTI) e o serviço de hemodiálise.

“Esse ano inauguramos um centro de hemodiálise no Juruá, o que possibilitou a volta dos pacientes para fazer o tratamento em casa”, disse Melo.

Ao longo dos anos, o sistema de Saúde do Estado coleciona diversas conquistas. Inauguração do Hospital do Câncer, implantação de Unidades de Saúde nos municípios, capacitação de profissionais. Além disso, a realização de cirurgias bariátricas, cirurgias cardíacas, neurocirurgias, tudo através do SUS, entre outras.

Em 2015, cerca de 700 profissionais foram contratados. Ainda de acordo com o secretário de Saúde, o Estado ainda tem muito a crescer em relação à saúde pública. “Quanto mais se evolui, mais demanda aparece. Agora em agosto vamos inaugurar o centro de imagens, que vai trazer o apoio para o diagnóstico. Ressonância magnética, ultrassonografia, tomografias e raio-x, os profissionais terão mais qualidade na hora de julgar a doença do paciente”, explicou.

Por fim, Melo reconheceu que a saúde pública possui problemas, mas que são pequenos diante do que é oferecido e da capacidade de crescimento. Ele relatou alguns projetos em andamento: “A verticalização do Pronto Socorro está próximo de ser concluída”, concluiu.

error: Conteúdo protegido!!!