Pular para o conteúdo

Jorge Viana reclama do alto preço das passagens aéreas para o Acre

O senador Jorge Viana (PT/AC) reclamou que o transporte aéreo para áreas mais isoladas, como a Amazônia, piorou nos últimos anos. Ele disse que uma viagem de ida e volta de Brasília para Rio Branco, por exemplo, está custando R$ 3 mil, enquanto uma viagem de São Paulo para Nova York está saindo por R$ 1,5 mil.

Ele disse que, além do preço abusivo, apenas duas empresas atuam nesse trecho, a Tam e a Gol, cada uma oferecendo um voo direto apenas e com serviços que deixam a desejar. Para entender melhor essa situação, o senador pediu informações à Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República sobre a concessão de linhas aéreas para o trecho Rio Branco-Brasília.



Segundo Jorge Viana, antes as empresas alegavam que a passagem era cara porque o preço do petróleo estava muito alto: cerca de US$ 120 dólares o barril. Agora, o preço caiu para US$ 45 dólares, mas a passagem subiu, reclamou o senador.

— Enquanto o mundo inteiro tem uma queda nos preços das passagens, no Acre, por exemplo, tem aumento permanente. É impraticável! E o Acre não participa de nenhum programa de promoção nem da Tam nem da Gol. Isso é um abuso. Então, tem que entrar a regulação do Estado nesse aspecto. Sou contra o Estado ficar controlando tudo, mas a defesa do cidadão, a defesa do desenvolvimento está estabelecida na Constituição — disse o senador.

Jorge Viana também vai pedir uma audiência pública na Comissão de Fiscalização e Controle e Defesa do Consumidor para que os dirigentes das empresas aéreas expliquem por que a passagem Brasilia-Rio Branco é tão cara.

 

error: Conteúdo protegido!!!