Pular para o conteúdo

Acidente tira a vida de acreano em ramal que dá acesso à Fortaleza do Abunã

Depois de um final de semana perfeito de lazer e diversão em Fortaleza do Abunã, cerca de 300 quilômetros de Rio Branco, na divisa entre os Estados do Acre e Rondônia, tido como refúgio dos acreanos nessa época do ano. O ramal que dá acesso ao balneário foi cenário para mais um capotamento, neste domingo, 20, que causou a morte do acreano José Neto, de 27 anos.

Amigos e familiares velaram e enterraram o corpo do jovem nesta segunda-feira, 21. Viajavam na caminhonete José Neto, André Luiz Felício e suas respectivas esposas, Aryane Barbosa e Tânia Farias. De acordo com informações da família, Neto dirigia o veículo e era o único que estava sem cinto de segurança. André quebrou uma perna e não corre risco de morte. Já as duas mulheres tiveram apenas ferimentos leves.



Testemunhas do acidente, afirmam que o carro estava em alta velocidade antes de perder o controle em uma curva e capotar. José Neto foi arremessado para do veículo. Não é a primeira vez que acidentes envolvendo capotamentos acontecem no local.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada e quando chegou ao local do acidente, ainda tentou reanimar José Neto, sem sucesso. O corpo do rapaz  foi enviado para o Distrito de Extrema, e em seguida a família trouxe o corpo para Rio Branco.

A morte de Neto causou uma grande repercussão entre os internautas que o seguiam nas redes sociais. “Vai com Deus meu amigo, sentiremos sua falta aqui, mesmo sabendo que está nos braços do pai. Vamos lembrar sempre dos momentos bons e divertidos entre amigos”, disse o internauta Ítalo Facundo.

Nas redes sociais dos familiares de Neto, principalmente, da mãe Nicinha Santana, vários amigos e desconhecidos deixaram mensagens de apoio.

Foto1 Foto

error: Conteúdo protegido!!!