Pular para o conteúdo

Assembleia Geral de professores deve apontar novos rumos para a greve

Por decisão da ampla maioria, na assembleia do dia 24 do mês passado, a categoria docente em greve aprovou a realização da assembleia desta terça-feira, 6, tendo como elemento central a avaliação da reunião agendada no Ministério da Educação para esta segunda-feira, 5. A assembleiavisa apontar os rumos da greve nacional dos docentes federais, que completa 131 dias.

Um dos documentos que será a base da assembleia é o comunicado nº 44 do Comando Nacional de Greve (CNG), se esclarece,que mesmo após quase cinco meses de greve, o Governo Federal insiste em manter a proposta de rebaixamento de salário, sem considerar as perdas acumuladas da inflação, negando-se a negociar efetivamente a reestruturação da carreira docente pautada pelo Andes-SN.



João Lima, membro do Comando de Greve, explica a importância da assembleia de terça-feira, 6, e esclarece a necessidade de todos os professores, associados ou não, participarem. “Essa reunião é  absolutamente importante para a categoria dos docentes avaliarem os desdobramentos das possíveis reuniões do Ministério de Planejamento e o Ministério da Educação e ao mesmo tempo, avaliar a conjuntura da greve, fazer um balanço do que foi esta greve e por fim, apontar a perspectiva de saída unificada da greve”, diz Lima.

error: Conteúdo protegido!!!