Pular para o conteúdo

Homem é acusado de estuprar e espancar cachorro em Rio Branco

O cachorro foi resgatado com sinais de violência
O cachorro foi resgatado com sinais de violência

Após denuncias de que um cachorro vira-lata estaria sendo estuprado e espancado, a associação Patinha Carente, em uma ação conjunta com a Polícia Militar e o Centro de Zoonoses, resgataram o animal. Acusado de maus tratos, Antônio Francisco, 43 anos, morador do bairro Novo Calafate, foi encaminhado à Delegacia de Flagrantes (Defla), no último sábado, 10 de outubro.

Segundo a presidente da Associação, Vanessa Facundes, de 21 anos, que acompanhou o resgate do cachorro, o animal foi examinado por um veterinário ainda no local. Ele estava com uma pata quebrada e sinais de que havia sido violentado sexualmente. “A princípio, a pessoa teve medo de se identificar, porque o homem tinha fama de ser violento”, disse.



Facundes explica ainda que o animal foi encaminhado para o Centro de Zoonoses e já está disponível para adoção. “Já conseguimos um possível adotante. Mas, quem quiser se candidatar para adotar vai ter que passar por uma entrevista. Quanto mais pessoas melhor”, falou.

A presidente da Associação conta que os vizinhos e moradores das redondezas estavam revoltados com a situação que o animal vivia. Ela revela que os policiais e voluntários continuarão fazendo monitoramento de Francisco, para que ele não faça o mesmo com outros animais.

“Se for preciso nós vamos denunciar de novo. Esse foi um dos piores casos que eu já vi na minha vida. É de outro mundo”, lamentou Facundes.

Por meio de assessoria de imprensa, a Secretaria de Segurança Pública informou que Francisco prestou depoimento na Defla, e que responderá judicialmente por crime de maus tratos.

error: Conteúdo protegido!!!