Para onde estamos indo?

Olá, tudo bem? Como vai você?

Que corre-corre é esse que não nos resta tempo para realmente vivermos?

Para onde estamos indo?

O que estamos buscando verdadeiramente?

Como o nosso dia a dia tem nos afetado individualmente e como família?

E a nossa saúde psicológica e emocional até quando irá suportar?

Nosso comportamento tem sido afetado. Afinal, estamos cercados por estímulos, e sem compreendermos somos tomados por uma agressividade, incompreensão, arrogância, intolerância, passividade.

Passamos a agir de forma desumana, com imensa falta de amor, desrespeito, passando por cima de tudo e de todos para conseguirmos, sem nenhum pudor, metas traçadas ou aquilo que de uma forma ou de outra, queremos a qualquer preço para nossas vidas.

Vivemos dentro de uma realidade: NOSSA SOCIEDADE ESTÁ EXTREMAMENTE DOENTE!

O homem vive em busca do TER, o egoísmo cresce assustadoramente.

Ter poder, conquistar independente de ser ou não ser da forma honesta, isso não é tão importante assim, afinal, o jargão é: ‘O mundo é dos mais esperto’ e têm outra nova, ‘o que é correto para você, pode não ser correto para mim, isso é uma questão de ponto de vista’.

Ual!

Isso pode ser para muitos tão fofinho, tão bonitinho, tão moderno!

No entanto, dentro da normalidade, dos parâmetros do bom caráter, esses jargões são indecentes, uma verdadeira aberração que tantas vidas tem prejudicado.

O que o ser humano tem feito a ele mesmo?

É muito triste e preocupante, o bom caráter não têm atraído tanto, nem é mais visto por muitos, como uma questão de honestidade, dignidade e justiça.

O interesse inescrupuloso tem reinado e ofendido àqueles que lutam pela preservação  do bom caráter.

O culto a beleza tem empobrecido mentalmente, emocionalmente e ensoberbecido pessoas que vivem se alimentando de um sistema materialista e capitalista.

Hoje cada um quer ser melhor que o outro, mesmo que isto o custe esmagar, passar por cima, destruir reputações, inventar mentiras, enfim, eu piso, eu engano e não me importo se estou sendo cruel.

Interessante meus amigos e minhas amigas, amo me dirigir a vocês assim, pois é assim que os sinto, ou procuro ser, uma amiga, mesmo que distante.

Pois bem, interessante é que muitos destes posam de bons moços (as) lindos (as) e saudáveis carinhas, com jeitinhos aparentemente elegante, pelo menos no conceito de elegância deles, e se aproximam de você para conhecer o seu mundo melhor que você mesmo, e aí, após conquistar sua confiança com a maior facilidade, se fazendo passar por seu amiguinho (a), tira de você aquilo a qual foi o seu maior interesse ou objetivo ao se aproximar de sua pessoa.

Pensam em ser o melhor, mesmo que para isso  tenha de agir com crueldade, traição e outros tipos de maldades.

O Ser humano está sofrendo, adoecendo em sua alma, destruindo sua essência, ou melhor, não fazendo questão dela. Afinal, “o mundo é dos mais espertos”.

Que concorrência agressiva!

Estamos nos transformando em canibais! Nos devorando insaciavelmente!

O ser humano está comprando tudo: afeto, amor, carinho, atenção, amizade…, mesmo sabendo que corre o risco de nada disso ser verdadeiro. Você quer apenas pagar para TER e a qualquer preço.

Isso me lembra uma cena do filme de Alice no País das Maravilhas, onde a Rainha Vermelha dizia assim: “É muito melhor ser temida do que ser amada!”

Uma sociedade que grita por respeito, porém não sabem respeitar a forma de pensar do outro, suas decisões, seus princípios, suas crenças e a sua fé.

Quanto egoísmo! Quanta falta de Prudência!

Infelizmente vivemos presenciando todos os dias a desvalorização do SER e a valorização do TER.

É isso mesmo que você deseja e almeja para sua vida?

Mas afinal, o que você quer da sua vida? Continuar em um caminho gerador de trevas, causando inimizades, desordem, intrigas e feridas na alma?

Quais seus objetivos e planos?

Será mesmo necessário todas essas dores para chegar a conquistar aquilo que nós chamamos de sonhos?

E quando chegar a estes sonhos, será que eles não se tornarão infindáveis pesadelos?

Para onde estamos indo em uma sociedade onde a desvalorização moral  e de caráter tem abalado, prejudicado emocionalmente e psicologicamente aqueles cujos princípios pautam no respeito ao próximo, na honestidade, na lealdade, na decência e na valorização do SER?

Quanto tempo faz que você não tem feito este tipo de reflexão?

Sabe de uma coisa, infelizmente existe pessoas que por não suportarem tamanha desvalorização, por não conseguirem acompanhar este ritmo doentio e frenético, desenvolvem tanta tristeza e depressão que chegam a  tirar a sua própria vida.

Adoecidos, querem apenas se livrar de uma dor silenciosa e destruidora que não quer passar.

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde, “o suicídio é um problema social e de saúde pública que tira a vida de um milhão de pessoas por ano, é uma vida a cada 40 segundos, em todo o mundo”.

E nós, estamos indo para onde mesmo?

Somos os imortais, intocáveis, podemos correr em busca daquilo que queremos desrespeitando a tudo e a todos?

Será mesmo que a desgraça só bate na porta do vizinho?

Que grito eu posso dar?

Isso sim, é o Ópio!

ACORDEM!

Somos humanos, podemos vencer segundo nossos sonhos e desejos sem ferir, desrespeitar, prejudicar, maltratar, pisar, envenenar, magoar, humilhar, trapacear, mentir, trair, caluniar e ser desonesto… e etc.

Podemos nesta busca pelo conhecimento nos tornar pessoas, seres humanos melhores e mais valiosos.

Podemos aprender a respeitar a opinião, a fé e a crença de todos.

Aprender a respeitar nossas crianças, estimulando-as de forma positiva, e permitindo que elas sejam crianças em sua essência.

Para onde estamos indo?

Alguns para o caos total, e outros, buscando a harmonia de uma vida simples, saudável e confiável.

Acredito na capacidade do ser humano de buscar torna-se melhor como pessoa, pai, esposa, amigos, filhos, colegas.

Acredito que quando realmente queremos, somos capazes de MUDAR qualquer realidade existente.

Um grande abraço!

Fica com Deus!

Assuntos desta notícia