O que importa

A sociedade precisa estar atenta para o fato de que esse processo do impeachment não tem prazo para terminar, tão pouco terá o condão, a mágica de resolver a crise econômica e política que vem agravando os problemas no país.

Mesmo que o impeachment passe pela comissão e até mesmo seja aprovado pela Câmara dos Deputados, porta-vozes do Governo já anunciaram que recorrerão ao Supremo Tribunal Federal (STF) para rebater os argumentos apresentados pelo relator por entender que são inconstitucionais. E pelo que se viu, não resistem mesmo a um exame mais profundo, porque foi feito sob encomenda.

Isso significa que esse processo deverá se estender por meses ou até cerca de um ano e é evidente que o país não poderá conviver com essa situação vergonhosa que, desgraçadamente, já é vista no cenário internacional como as antigas “republiquetas de banana”.

Por isso, a sociedade, que trabalha, gera empregos e renda, as instituições que ainda não foram contaminadas por essa pouca vergonha precisam cobrar do Governo as medidas necessárias para a retomada do crescimento econômico, já não que se pode esperar nada de uma Câmara de Deputados comandada por um gangster.

É isso que importa e interessa à sociedade.

Assuntos desta notícia