Bancada do Acre é 12ª a votar no impeachment de Dilma Rousseff

A votação do processo de impeachment da presidente Dilma acontece no próximo domingo, 17. Os deputados federais irão se reunir para decidir se Dilma será ou não afastado do cargo. Na lista da sequencia de votação, a bancada federal acreana aparece na 12ª posição.

O presidente da Câmara dos Deputados adotará uma ordem intermediária, intercalando as federações. Os deputados do estado de Roraima serão os primeiros a votar, seguidos do Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Amapá, Pará, Paraná, Mato Grosso do Sul, Amazonas, Rondônia, Goiás, Distrito Federal, Acre, Tocantins, Mato Grosso, São Paulo, Maranhão, Ceará, Rio de Janeiro, Espírito Santo, Piauí, Rio Grande do Norte, Minas Gerais, Paraíba, Pernambuco, Bahia, Sergipe e Alagoas.

A decisão de Cunha gerou controvérsia, porém, o Supremo Tribunal Federal acabou por validar a forma e a ordem definidas pelo presidente da Câmara.

Votaram em manter tal critério os ministros Teori Zavascki, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Gilmar Mendes e Celso de Mello. A alternância entre estados do norte e sul do país também obteve a concordância de Luís Roberto Barroso e Rosa Weber, mas numa ordem diferente entre os estados, considerando a latitude das capitais.

Os ministros Marco Aurélio Mello, Edson Fachin e Ricardo Lewandowski votaram em aplicar outra forma, para que fossem alternados não os estados, mas os próprios deputados, de modo que votasse primeiro um parlamentar do norte e depois outro do sul, e assim sucessivamente.

Quanto aos deputados do Acre, o placar de votação apresenta um empate. Quatro deputados já confirmaram que votarão a favor do impeachment de Dilma e quatro parlamentares já disseram que são contra o processo. São a favor os deputados major Rocha (PSDB), Flaviano Melo (PMDB), Jéssica Sales (PMDB) e Alan Rick (PSB); contra: Raimundo Angelim, Léo de Brito, Sibá Machado (PT) e Cesar Messias (PSB).

 

 

Assuntos desta notícia